Executivo da TIM confirma que queda do ICMS será repassada aos clientes

Apesar do comunicado, o presidente da TIM, Alberto Griselli, não se comprometeu a informar uma data para o reajuste após a redução no ICMS.

No final de junho o presidente da República Jair Bolsonaro (PL), sancionou parte da Lei Complementar n.º 194 que determina que o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) seja fixo em 17% para diferentes serviços, abrangendo, inclusive, o setor de telecomunicações, que com a sanção do chefe do executivo passa a ser considerado serviço essencial.

Na última terça-feira (5), presidente da TIM no Brasil, Alberto Griselli, afirmou que a queda no ICMS será repassada aos consumidores “o mais rápido possível”, porém o executivo não deu previsão de quando isso deve acontecer.

Segundo informações do UOL, a operadora deve diminuir o preço dos planos comercializados e atualizar os contratos vigentes. A tele não deu muitos detalhes sobre quais planos serão reajustados e a média do desconto que será oferecido.

Com a redução do tributo em todo o país, as operadoras de telecomunicações pagarão menos impostos após o corte parcial do ICMS, medida que ainda cabe recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas que vigora por força de lei.

Atualmente, apenas seis estados se posicionaram a favor da redução do imposto para o segmento de telecom, incluindo São Paulo, Goiás, Espírito Santo, Santa Catarina, Paraná e Rondônia. A mudança deve beneficiar diretamente os consumidores dos serviços de telefonia móvel e fixa, correspondendo a uma redução nas faturas dos usuários.

Posicionamento de outras operadoras

Conforme noticiado no final de maio pelo Minha Operadora, o presidente da Vivo, Christian Gebara, afirmou que a operadora repassará aos clientes de São Paulo a redução na alíquota do ICMS tanto para planos antigos quanto novos, caso o Supremo Tribunal Federal (STF) tenha decisão contrária ao corte tarifário.

Além da Vivo, a Claro também afirmou que seus planos terão preço reduzido após nova regulamentação do ICMS, mantendo a “qualidade e sofisticação” dos serviços digitais disponibilizados pela empresa.

ViaUOL
Lucas Ribeiro
Lucas Ribeiro
Jornalista há quatro anos, trabalho com revisão de textos e elaboração de pautas sobre telefonia móvel/telecomunicações no geral. Como lema, compartilho a ideia de Álvaro Borba, que diz: “Não importa o que eu acho, importa o que eu sei, e o que sei são os fatos”.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x