03/07/2022

V.tal passa a oferecer soluções de rede para torres de telefonia celular

Anúncio foi feito no mesmo dia em que haverá a reunião na Anatel para decidir o processo de venda da rede para o fundo BTG.

Nesta quinta-feira (14), a V.tal, rede neutra da Oi, anunciou o lançamento de novos produtos de infraestrutura de conectividade. A empresa informou que passará a oferecer soluções de rede neutra para operadoras de telefonia celular e detentoras de torres (torreiras).

Para as empresas de telefonia móvel, a rede neutra irá oferecer soluções de backhaul para fibra óptica até a torre (FTTTower), conectando a antena de celular até os pontos de presença (PoPs). No segundo caso, o produto é a conectividade backbone entre os pontos de presença entre os municípios (FTTCity), inter e intraestadual.

Para oferecer tais serviços, a V.tal conta com uma infraestrutura de 400 mil km de fibra óptica e cobertura em 2,3 mil cidades do Brasil, herdada da segregação da área de atacado da Oi.

Os produtos serão instalados “a partir da demanda de cada cliente, que poderá adquirir a conectividade com redundância de rede e estarão disponíveis tanto nas localidades com fibra já passada pela V.tal, quanto naquelas onde houver necessidade de cabeamento“, de acordo com a empresa de rede neutra.

Em comunicado enviado à imprensa, a companhia destacou a necessidade de fibra para fazer a conexão das antenas da rede 5G, uma vez que tal tecnologia demanda inclusive de maior adensamento da rede de acesso. A V.tal citou também dados de dezembro de 2021 passado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), onde afirma conectar cerca de 20% da base total de mais de 96 mil antenas no país.

Reunião extraordinária

A Anatel terá uma reunião extraordinária hoje, 14, onde será discutido o processo de aprovação da venda do controle da V.tal para os fundos BTG, representado pela Globenet.

A justificativa para a reunião de urgência é que depende dessa aprovação para que se dê fim a recuperação judicial da Oi, mesmo que a operadora tenha até o final de maio para finalizar a transação e entregar o quadro de credores atualizado.

A rede neutra da Oi foi vendida ano passado por R$ 12,9 bilhões, sendo que o BTG ficará com 58% do capital da empresa e a Oi permanecer como sócia, detendo os 42% do capital.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x