03/07/2022

Telecom Italia aprova plano de segregação apresentado por Pietro Labriola

No plano está previsto a criação de duas entidades, sendo que uma engloba a infraestrutura fixa e a outra o restante da empresa; entenda.

Na segunda-feira (2), o conselho de administração da Telecom Itália aprovou o novo plano industrial, cuja estratégia envolve a segregação entre a infraestrutura fixa e o restante da empresa. O plano da companhia é para o período entre 2022 e 2024. De acordo com os termos, é previsto a criação de duas entidades distintas, que serão chamadas temporariamente de ServCo e NetCo.

A ServCo serão reunidos os ativos de redes móveis do grupo, plataformas de serviços e data centers, sendo que serão divididas em três áreas; clientes empresariais, clientes de varejo e TIM Brasil – que é controlada do grupo europeu.

Embora tenha mudado a organização, não foram apresentadas grandes alterações na estratégia da operação brasileira. “A empresa continua focada em uma estratégia de valor e desfrutará de um impulso adicional de crescimento com a integração dos ativos da Oi, continuando seu caminho em direção a uma Next Gen Telco [tele de próxima geração]“, afirmou a Telecom Italia.

A NetCo ficará com os ativos de rede fixa da multinacional, negócio de atacado no país sede e a operação da subsidiária internacional Sparkle. “O novo plano visa criar uma nova empresa com bases industriais e tecnológicas sólidas, capaz de avançar mais rapidamente para uma geração de fluxo de caixa sustentável, também graças à superação do atual modelo de integração vertical“, afirmou a empresa.

De acordo com a Telecom Italia, a nova configuração dará maior visibilidade do desempenho operacional e financeiro de cada segmento, ampliando o “leque de opções estrategicas”, como atrair novos parceiros e investidores financeiros. Além disso, a empresa acredita que terá baixo impacto dos custos para realizar a separação total, uma vez que parte dos investimentos necessários já foi implementada. Detalhes sobre o processo serão informados no meio do ano pela companhia.

LEIA TAMBÉM:

–> Pietro Labriola é confirmado como CEO da Telecom Italia

–> Itália quer o controle dos principais ativos da TIM em oferta da KKR

–> Labriola vê crescimento com a compra dos ativos da Oi Móvel pela TIM

PropostaFundo KKR

Ao mesmo que faz um novo plano industrial, os assessores financeiros e jurídicos do conselho de administração passaram a considerar todos os elementos importantes para decidir sobre a proposta não vinculativa oferecida pelo fundo KKR.

O novo plano foi apresentado pelo CEO da Telecom Italia, Pietro Labriola, como uma alternativa estratégica à abordagem da proposta, que propôs fechar o capital da Telecom Italia ainda no ano passado.

“Estou convencido de que a evolução que planejamos para o grupo é uma ruptura positiva com o passado. Estamos desempenhando um papel de liderança no setor de telecomunicações e esperamos que outros sigam nosso exemplo”, afirmou Labriola, em comunicado.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x