InícioEconomia e NegóciosAções da Telecom Italia sobem e KKR pode oferecer mais dinheiro

Ações da Telecom Italia sobem e KKR pode oferecer mais dinheiro

Não há definição sobre a proposta do fundo KKR para a compra da telecom, que pretende se reunir na sexta-feira (26) para discutir a oferta.

No último domingo (21), o fundo KKR ofereceu uma proposta de 10,79 milhões de euros (US$ 12,17 bilhões no câmbio atual) pela Telecom Italia. Após a proposta milionária, a empresa de telecomunicações italiana viu suas ações subirem mais de 15% nesta quarta-feira (24). Sendo assim, talvez a controladora da TIM Brasil, possa receber uma nova sugestão de preço pela venda da telecom.

Antes da elevação das ações, o fundo KKR estava oferecendo 0,505 euro por ação, mas agora, há a possibilidade de aumentar para 0,70 ou 0,80 por ação. O upgrade da oferta é uma forma de diminuir as resistências da francesa Vivendi, um dos principais acionistas da companhia que possui 23,75% do controle.

De acordo com a Reuters, que conversou com representada da Vivendi, a companhia francesa declarou para as agências internacionais de que não estava interessada em vender sua parte na Telecom Italia, mas admitiu que pretendia colaborar com todas as partes interessadas para o sucesso da telecom.

Para ter participação de 24% na operadora italiana, a Vivendi teve que gastar em média 1,07 euro por ação, e carregar em balanço a 0,83 euro. Sendo assim, segundo o site de notícias, para a empresa francesa, a proposta de um pouco mais de 0,5 euros por ação não reflete o valor da Telecom Italia.


LEIA TAMBÉM:

–> TIM pode ser vendida para empresa americana; saiba qual

–> Claro e TIM não conseguem superar o market share da Vivo no 3T21

–> Faixa comprada pela Winity pode complementar espectro de 700 MHz da TIM

Embora a Vivendi não seja a favor da transação, a oferta só precisa de aceitação mínima de 51%, não sendo necessário o apoio da companhia para que a venda seja aprovada. No entanto, o conglomerado pode colocar barreiras no processo, pois é o acionista principal da empresa. Além disso, a venda da telecom ainda está sujeita a aprovação do governo italiano.

Quanto à posição da TIM Brasil, de acordo com o site Suno, a operadora afirma não ter recebido nenhuma proposta do fundo private KKR, assim como nenhum comunicado da sua controladora. O conselho de administração da TIM não se manifestou se aprovaria a venda ou não.

SourceSuno
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários