Algar Telecom quer reforçar caixa em R$ 150 milhões

Medida preventiva visa proteger financeiramente a operadora durante a pandemia da Covid-19.

Imagem: Algar Telecom/Reprodução

Diante do cenário atual de incertezas, provocado pelo surto do novo coronavírus, a Algar Telecom anunciou a emissão pública de debêntures simples, no valor de R$ 150 milhões. A ideia da operadora é utilizar o montante captado como forma de reforçar o capital de giro da empresa, para dar continuidade ao seu plano de negócio, bem como arcar eventuais necessidades que possam ocorrer devido a Covid-19.

A iniciativa foi aprovada em reunião do Conselho de Administração da Companhia, realizada na última quinta-feira (9). A emissão em série única de 150 mil debêntures, no valor de R$ 1.000 cada, ocorreu no dia seguinte.


As debêntures são uma espécie de títulos de crédito emitidos por empresas e negociados no mercado de ações. Nesta operação, investidores se tornam credores (e não acionistas) da companhia e recebem juros em troca do investimento.

VIU ISSO?

–> Covid-19: Algar Telecom oferece acesso gratuito em aplicativos

–> Algar Telecom também vai aumentar banda larga dos clientes

–> Algar levará 4G de 700 MHz para mais cidades

No caso da Algar Telecom, a data de vencimento das 150 mil debêntures é 10 de abril de 2021, e terão remuneração correspondente à variação acumulada de 100% das taxas médias diárias dos Depósitos Interfinanceiros (DI) de um dia, além de um spread de 3,50% ao ano.

O pagamento da remuneração aos investidores será integralmente realizado em uma única parcela na data de vencimento.

Esta é a décima vez que a companhia emite debêntures simples.

Com informações de Relações com Investidores Algar Telecom.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários