03/07/2022

Ministério determina a suspensão do filme ‘Como se tornar o pior aluno da escola’

Plataformas como Netflix, Globoplay, Telecine, Amazon Prime Video, Apple TV e YouTube estão proibidas de exibir o longa; entenda o caso.

Por meio da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), o Ministério da Justiça e Segurança Pública determinou a suspensão , a disponibilização, exibição e oferta do filme brasileiro: Como se tornar o pior aluno da escola, com o argumento da “necessidade de proteção à criança e a adolescentes consumerista“.

Na segunda-feira (14), o ministro da Justiça, Anderson Torres, já havia informado que teria solicitado as medidas cabíveis em relação ao assunto. A medida de suspensão vale para streamings como Netflix, Globoplay, Telecine, Amazon Prime Video, Apple TV e YouTube, sendo que o descumprimento da obrigação pode gerar multa diária de R$ 50 mil, além de outras sanções.

O filme, que foi lançado em 2017, tem gerado muita polêmica na internet, com discussões envolvendo acusações de que o longa esteja supostamente fazendo apologia ao bullying. O que tem provocado debates entre os usuários da internet que acusam a produção e aqueles que defendem o filme.

Embora tenha cerca de cinco anos no mercado audiovisual, os assuntos abordados no filme Como se tornar o pior aluno da escola, voltou à pauta no momento. Agora, as acusações são de que o longa seja um incentivo a pedofilia, devido a uma cena de cunho sexual envolvendo o ator Bruno Munhoz, que na época tinha 13 anos, e o comediante Fabio Porchat. Além disso, a Netflix também é acusada por deter o filme em seu catálogo.

Além da medida cautelar contra a transmissão da produção audiovisual, a Secretaria Nacional do Consumidor também quer que o Ministério Público Federal e a Senajus tomem providências cabíveis à situação. No entanto, possivelmente, órgãos que defendem a liberdade de expressão irão reagir contra a medida, sendo que essa história ainda será muito discutida.

Sobre o filme: Como se tornar o pior aluno da escola

O longa estreou em 12 de outubro de 2017 e em 1h e 44 minutos conta a história de dois estudantes Bernardo (Bruno Munhoz) e Pedro (Daniel Pimentel) que enfrentam as clássicas tarefas escolares, como tirar boas notas, ter um bom comportamento e cumprir as regras da escola, cada vez mais rígidas imposta pelo diretor Ademar (Carlos Villagrán).

O personagem do Pedro encontra um diário de como causar o caos na escola sem ser pego, fazendo com que os dois estudantes sigam as dicas do caderno. Com direção de Fabrício Bittar e roteiro de Danilo Gentili, o filme não é recomendado para menores de 14 anos.

[ATUALIZAÇÃO – 16/03/2022 – 14H50]:

Por meio de comunicado, Globoplay e Telecine informaram que não irão retirar o filme do seu catálogo, afirmando que tal decisão é “censura”.

“O Globoplay e o Telecine estão atentos às críticas de indivíduos e famílias que consideraram inadequados ou de mau gosto trechos do filme ‘Como se tornar o pior aluno da escola’ mas entendem que a decisão administrativa do ministério da Justiça de mandar suspender a sua disponibilização é censura. A decisão ofende o princípio da liberdade de expressão, é inconstitucional e, portanto, não pode ser cumprida”, ressaltam os streamings.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
1
0
O que você acha? Comente!x