CNN lança seu próprio serviço de streaming

Emissora espera atrair público mais jovem, já que a maioria da sua audiência é composta por pessoas com mais de 60 anos.

A cada dia que passa novas plataformas de streaming estão surgindo no mercado, uma vez que as empresas estão observando que o segmento é promissor. Com esse crescimento exponencial que tem trazido resultados positivos para as companhias, especialmente financeiros, faz com que ninguém queira ficar fora e queira ter uma fatia desse mercado.

Exemplo desse movimento, é que nesta terça-feira (29), a rede de notícias CNN lançou seu serviço de streaming CNN Plus (CNN+) nos Estados Unidos. Investindo mais de US$ 100 milhões, o projeto da plataforma está em desenvolvimento desde o segundo semestre do ano passado.

Além de fazer concorrência com plataformas de entretenimento, como Netflix, HBO Max, Disney Plus, entre outros, o streaming CNN Plus vai competir diretamente com serviços focados em conteúdos noticiosos como Fox Nation, ABC, NBC e CBS.

Para que os norte-americanos tenham acesso ao streaming, será necessário fazer uma assinatura que custa US$ 5,99 por mês, o equivalente a R$ 28,46 na cotação atual. Com o novo serviço, o assinante contará com programas de notícias da rede, com programas novos e mais de 1000 horas de programas originais, de viagens e culinária, como os apresentados por Stanley Tucci e Anthony Bourdain, além de filmes.

“Nós seremos o único negócio global de assinatura de notícias baseado em vídeo”, disse o diretor digital da CNN e chefe da CNN + Andrew Morse em entrevista.

Entretanto, a empresa tem um desafio pela frente para popularizar seu streaming e trazer mais audiência: a faixa etária dos atuais telespectadores. Foi identificado pela companhia o problema da idade avançada da audiência do canal a cabo.

De acordo com a Nielsen, empresa global de medição e análise de dados, a maior parte da audiência da CNN é composta por pessoas com faixa etária acima dos 60 anos. Dessa forma, a empresa terá que se esforçar para reverter esse público e atualizar sua audiência, sendo a criação do streaming uma tentativa de maior presença digital e novo público.

Não há informações se o serviço será lançado em outros países, estando disponível, até o momento, nos Estados Unidos. No entanto, caso seja bem sucedido, é possível que o CNN Plus vá para outras localidades, incluindo o Brasil.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore. E-mail para contato: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x