18/05/2022

Prefixo 0303 para telemarketing pode ser danoso para o setor, afirma ABT

Anatel determinou que as empresas que ofertam serviços de telefonia móvel e fixa, além de consignados, identifiquem as chamadas pelo prefixo.

De acordo com a Associação Brasileira de Telesserviços (ABT), a regra do uso do prefixo 0303 para a identificação de chamadas provenientes de centrais de telemarketing determinada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) no final de 2021 pode ser danosa para o segmento e ter reflexos também na competição.

A regra começa a valer em 10 de março para as operadoras de telefonia móvel e 10 de junho para as de telefonia fixa, mas a entidade, que representa as empresas prestadoras de serviços de telemarketing, espera convencer a Anatel e o público em geral do problema que essa regra pode trazer ao mercado.

De acordo com Cláudio Tartarini, diretor jurídico da ABT, “Em vez de matar o carrapato, estamos matando boi”, afirma sobre a medida. Embora reconheça a inconveniência das ligações para os consumidores, o diretor argumenta que “o consumidor quando bloqueia, não sabe que está, na verdade, prejudicando o preço futuro”.

Para Tartarini, o serviço de telemarketing assume um papel importante na competição levando ao conhecimento do consumidor diferentes ofertas. Com a medida da Anatel, o uso do prefixo provocaria o bloqueio de toda e qualquer tipo de ligação de vendas para o consumidor.

LEIA TAMBÉM:

–> Pedido de suspensão do prazo para implantar o prefixo 0303 da Claro e Algar é negado pela Anatel

–> Não Me Perturbe encerra 2021 com quase 10 milhões de números cadastrados

–> Anatel cria código para consumidor identificar ligações de telemarketing

O advogado estima que as consequências podem chegar em curto prazo, entre três e quatro meses após a implementação da regra. Segundo ele, o desemprego no setor irá aumentar, devido a redução drástica das demandas de ligações de telemarketing, além de que os preços dos serviços começariam a aumentar em seis meses.

Cláudio Tartarini acredita que a regra também extrapola o âmbito regulatório da agência. Ao regular o número, que é de fato a sua área, a Anatel está afetando todos os setores, algo que preocupa a ABT.

Para a associação, a solução deve ser trabalhar no aperfeiçoamento da ferramenta já existente, o Não Me Perturbe, que somente em 2021 registrou 9,55 milhões de números. Sua área de atuação está restrita a telecom e crédito consignado. No entanto, a Anatel considera o NMP insuficiente para solucionar o excesso de ligações indesejadas para os consumidores.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.

11 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
11 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários