InícioProjetos SociaisFundação Telefônica Vivo lança projeto com curso de Ciência de Dados para...

Fundação Telefônica Vivo lança projeto com curso de Ciência de Dados para alunos do ensino médio

Ação faz parte do Pense Grande Tech da Fundação e irá atender 19 escolas públicas no Espírito Santo, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

A Fundação Telefônica Vivo lança projeto com curso inédito de Ciência de Dados direcionado para a formação de alunos da rede pública de ensino por meio da qualificação técnica. Com o curso, os estudantes terão a oportunidade de planejar sua carreira em áreas em evidências e em ascensão no mercado de trabalho. O projeto acontece em parceria com as Secretarias Estaduais de Educação.

A ação faz parte do Pense Grande Tech, sendo que nessa primeira fase, atenderá 19 escolas em 3 estados: Espírito Santo, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. A iniciativa da Fundação busca contribuir com o desenvolvimento de competências digitais em educadores e estudantes por meio da tecnologia como instrumento de transformação.

O curso pode ser feito nas modalidades de Técnico, FICs (Formação Inicial e Continuada) e Eletivas. De acordo com o novo Ensino Médio, o estudante precisa ter 1800 horas de aulas destinadas a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e 1200 horas de aula voltadas aos itinerários formativos.

Entre eles, uma das opções é “Formação Técnica e Profissional”, cuja disciplina se encaixa na desenvolvida pela Fundação Telefônica Vivo. Dessa forma, durante os três anos do ensino Médio, os estudantes poderão escolher uma carreira profissional, a partir desse curso.


Como a formação técnica em Ciência de Dados exige conclusão em três eixos: Análise de Dados, Gestão de Dados e Big Data, que podem ser concluídos em até quatros anos, os alunos poderão cursar por três anos do ensino médio e estender mais um ano, caso tenha interesse em se formar na área.

LEIA TAMBÉM:

–> Oi lança plataforma de cursos para capacitação de profissionais

–> Vivo assume compromisso de melhorar sua rede no Nordeste e Norte

–> Anatel extingue acordo com a Fundação Lemann para levar internet às escolas públicas

O aluno também tem a opção de fazer a FICC, onde ele estudará uma eixo por vez e receberá uma certificação intermediária, além de também ter a escolha de fazer apenas unidades curriculares exclusivas (eletivas), embora não faça o curso Ciência de Dados, o aluno poderá ter contato com temáticas específicas ao ramo.

Américo Mattar, diretor presidente da Fundação Telefônica Vivo, diz que

“A tecnologia faz parte do presente da juventude que hoje está – ou deveria estar – nas salas de aula do Ensino Médio do Brasil. E é ela que será diferencial no espaço que esses jovens ocuparão quando pensamos em inclusão produtiva e mercado de trabalho. É certo que não sabemos ainda quais profissões serão as que eles escolherão, especialmente porque talvez algumas delas ainda nem existam, e porque serão várias ao longo dos anos produtivos que terão, mas sabemos que a maior parte delas precisará de conhecimentos de tecnologia”.

Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários