Claro lança espaço Metaverso em Petrópolis

Espaço Claro Metaverso proporcionará aos visitantes uma experiência com realidade virtual, além de dar 500 NFTs de graça; saiba detalhes.

Em ação conjunta com a prefeitura de Petrópolis, a operadora Claro inaugurou o primeiro espaço físico de Metaverso da companhia, que além de imersão total em realidade digital, irá também distribuir 500 NFTs (token não fungível, na tradução para o português) de graça para os visitantes.

metaverso-claro-paraisopolis

Nomeado de Espaço Claro Metaverso, a ação terá sua instalação ao lado da Casa do Papai Noel, na sede da prefeitura e integra as comemorações natalinas na cidade. Segundo Steffen Daueslberg, CEO da Dellarte, o metaverso tem movimentado milhões na economia das criptomoedas.

“O metaverso é um negócio que tem movimentado milhões, impulsionado sobretudo pela economia das criptomoedas e a mudança cultural durante a pandemia. Este movimento que está acontecendo com as artes já ocorreu em diversos outros segmentos, onde inovação e tecnologia trazem oportunidades e mudanças”, ressalta.

De acordo com comunicado da prefeitura de Petrópolis, por meio de óculos de realidade virtual, os visitantes poderão estar em um edifício futurista e customizado de dois andares, além de exposição de galerias virtuais, com vídeos institucionais da Claro e playlists especiais do Claro música.

LEIA TAMBÉM:

–> Claro comanda o acesso 5G DSS no Brasil

–> Claro é condenada a pagar indenização por propaganda abusiva

–> Aplicativo Claro cursos é premiado pelo Google Play

“Petrópolis é uma cidade com uma vocação tecnológica enorme. Ficamos muito felizes em trazer uma novidade como essa para o nosso Natal Imperial 2021”, destacou o governo interino.

No Espaço Claro Metaverso, por meio de QR-Code, o visitante pode ganhar um NFT gratuito com obras em homenagem à operadora, a primeira a oferecer uma experiência em realidade virtual com metaverso no país. O espaço ficará disponível para acesso até o dia 9 de janeiro.

“Além de promover a imersão no mundo 3D, as pessoas podem ter acesso a um NFT totalmente gratuito. Isso é um dos pontos mais bacanas do nosso stand. Podemos dizer que o NFT é uma obra de arte no mundo virtual. A pessoa pode guardar esse material com ela ou colocar no mercado para a venda. Através do metaverso, a gente consegue trocar as criptosmoedas da venda em dinheiro real”, explica Fábio Pinto, gerente comercial da Metaverso Agency, parceira da Dellarte na elaboração do espaço.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore. E-mail para contato: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x