Início5GBrasil terá nova operadora de telefonia móvel; saiba qual será

Brasil terá nova operadora de telefonia móvel; saiba qual será

Entre as 3 empresas que disputaram a faixa de 700 MHz, quem levou a melhor foi a Winity, que deu um lance 805% superior ao mínimo exigido.

Dentre as 15 empresas que enviaram propostas para participar do leilão do 5G realizado nesta quinta-feira (4), na sede da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em Brasília, somente três deram lances para o lote da faixa 700 MHz. Das três, a Winity II Telecom Ltda, ligada ao Fundo Pátria, venceu e levou o primeiro lote da faixa.

A Winity disputou o lote com as empresas Highiline e Datora, onde elas deram os seguintes lances:

  • Winity II – R$ 1.427.872.497,87
  • Highiline – R$ 333.333.333,77
  • Datora – R$ 318.000.000,00

O lance mínimo para o lote, previsto no edital, era de R$ 157.628.411,00, ou seja, a empresa ofereceu 805% a mais em relação ao mínimo exigido pelo governo. Por ter dado o lance mais alto, a Winity II levou a melhor. Com isso, o Brasil contará com mais uma operadora de prestação de serviço de telefonia móvel, se juntando a Claro, TIM e Vivo, na abrangência nacional do serviço.

Com a Winity, o Brasil passará a ter, novamente, quatro empresas autorizadas com abrangência nacional de telefonia móvel, já que a Oi não está mais entre essas operadoras, pois decidiu vender sua unidade móvel, devido ao processo de recuperação judicial.


LEIA TAMBEM:

–> Licitação do 5G pode ser prorrogada até o dia 9, segundo Abraão Balbino

–> Saiba o que pode mudar no Brasil com a chegada do 5G

–> Disputa pelo 5G começa hoje; saiba como vai funcionar o leilão

Ao arrematar a faixa de 700 MHz, a Winity poderá explorar a frequência por 20 anos, podendo ser prorrogável. A empresa terá que cumprir as obrigações previstas no edital. Confira!

  • Até dezembro de 2023 – conectar 40% das cidade sem 4G e oferecer serviço móvel a 10% das rodovias federais;
  • Até dezembro de 2024 – conectar 70% de localidades com 4G e oferecer serviço móvel em 20% das rodovias federais;
  • Até dezembro de 2025 – conectar 100% das localidades com 4G e 50% das estradas;
  • Até dezembro de 2026 – conectar 70% das estradas;
  • Até dezembro de 2027 – conectar 70% das estradas;
  • Até dezembro de 2029 – conectar 90% das estradas.
ViaG1
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários