Início5GVivo, Claro e TIM terão mais concorrência após leilão 5G

Vivo, Claro e TIM terão mais concorrência após leilão 5G

Confira três novidades de mercado que poderão se tornar realidade para trazer um novo cenário ao setor, ou até mesmo outro tipo de competitividade.

De forma histórica, como pontua a própria Anatel, o leilão do 5G reúne 10 novos entrantes de mercado em sua lista com as propostas para compra de frequências. Ainda não dá para saber quais são as intenções, mas as possibilidades de atuação com a conectividade de quinta geração são diversas.

Ilustração 5G
Imagem: Divulgação Pixabay

Aqui, para entender melhor o cenário, vamos listar três possíveis novidades que já foram cogitadas ou alardeadas na imprensa (e podem começar a gerar preocupação nas gigantes do mercado).

1. Surf Telecom terá sua rede própria?

Entre polêmicas e muitas MVNOs no mercado, a Surf já manifestou sua intenção de entrar no leilão do 5G e construir uma rede própria. Atualmente, a marca viabiliza a criação de operadoras virtuais para empresas parceiras e utiliza as redes da TIM para prover os serviços de telecomunicações. Se conseguir entrar no leilão, a companhia estará apta para ter uma rede exclusiva e ainda explorar um novo leque de opções.

VEJA TAMBÉM:

–> Obrigações do edital 5G requerem muito investimento, afirma Christian Gebara

–> TIM, Accenture e Stellantis lançam projeto 5G para produção de veículos

–> Leilão do 5G pode movimentar R$ 45 bilhões, diz Fábio Faria

2. Highline do Brasil com um reinado do mercado de infraestrutura


Os holofotes nunca estiveram na Highline do Brasil, até o momento em que a empresa desbancou uma proposta do consórcio formado por TIM, Vivo e Claro para compra da Oi Móvel. Apesar de desbancada meses depois, a companhia quer investir e mira o 5G para atuar com fornecimento de infraestrutura. Será que a Highline está disposta a fazer um investimento ainda maior para compensar a derrota na disputa pela unidade móvel da Oi? O tempo dirá.

3. Brisanet ainda maior

A operadora cearense está confirmadíssima no leilão e já encaminhou sua proposta. Se tudo correr como esperado, a empresa poderá ofertar conectividade 5G na sua área de atuação ou até mesmo banda larga móvel pela frequência da quinta geração da internet móvel. Um passo ainda maior para o provedor que teve muito crescimento em 2021.

Para o mercado, as possibilidades são ainda maiores se tratando que são 10 novos entrantes interessados nas frequências do 5G. O leilão está agendado para 4 de novembro, data da abertura dos envelopes.

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários