InícioTecnologiaFalha no WhatsApp gerou prejuízo histórico para empresas

Falha no WhatsApp gerou prejuízo histórico para empresas

Confira a recomendação dos especialistas ouvidos pelo Minha Operadora para evitar a dependência dos serviços do Facebook nos negócios.

Ilustração Pixabay - Homem frustrado com a queda do WhatsApp
Imagem: Ilustração Pixabay – Homem frustrado com a queda do WhatsApp

A semana começou com uma polêmica de proporções gigantescas para os empresários e usuários de tecnologia no geral: a queda do WhatsApp e de todos os outros serviços do Facebook, como a rede social de mesmo nome e o Instagram. O ocorrido se tornou histórico pelo simples fato de ter sido o mais duradouro até então, foram mais de seis horas sem acesso a qualquer uma das plataformas supracitadas.

Para a empresa de Mark Zuckerberg, a grande controladora de todo o sistema, foram mais de US$ 6 bilhões perdidos. Mas, não faltaram usuários comuns com relatos de prejuízo, pois trabalham exclusivamente com redes sociais e tiveram um dia perdido, até mesmo nas vendas.


Com isso, levanta-se um debate a respeito da “dependência do Facebook”. E se um dia as plataformas simplesmente deixarem de existir? Como será a vida dos empresários que as utilizam para vender e até mesmo daqueles que usam para outros fins?

Para aprofundar a questão, o Minha Operadora foi atrás de especialistas na área, que analisaram criticamente a situação.

VEJA TAMBÉM:

–> WhatsApp vai parar de funcionar em alguns celulares; veja quais

–> Falha que causou queda do Facebook, WhatsApp e Instagram é revelada

–> Virou rotina? Instagram enfrenta falhas mais uma vez

“Os maiores prejudicados são as micro e pequenas empresas que ainda estão trabalhando sua imagem de marca no mercado. Se o consumidor não tiver o nome daquela empresa em mente, é provável que no dia seguinte ele vá fazer negócios em um concorrente nos próximos dias”, destacou Leandro Ueda, co-fundador e COO da Octadesk, startup que auxilia empresas em canais digitais.

Para o empresário, é necessário prever cenários como esse, independente do tamanho da empresa.

“Ao diversificar os canais de atendimento, a empresa consegue abranger diversos públicos e não sair em desvantagem em qualquer sinal de instabilidade”, explica.

Já Tiago Serrano, CEO e cofundador da SoluCX, responsável por um software de gestão da experiência do cliente, esclarece que ter uma orientação omnichannel é um diferencial para situações como essa.

“Também é importante ter um “Plano de Continuidade”, ou seja, esse imprevisto deve acionar etapas planejadas para continuar esse relacionamento com o cliente. Ele pode ser criado com um aviso inicial alertando sobre o problema ou instabilidade identificados, seguido da comunicação dos canais alternativos, comunicação interna de como lidar com a situação e quais as tarefas de cada área, por exemplo”, esclareceu.

* Os especialistas participaram da publicação a convite do Minha Operadora

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários