SpaceX oferece temporariamente internet grátis na Europa

Recentemente, Elon Musk afirmou que a conectividade da Starlink terá cobertura global a partir de agosto.

SpaceX oferece temporariamente internet grátis na Europa

Para ajudar no enfrentamento da enchente que devastou cidades inteiras na Europa, a SpaceX, do bilionário Elon Musk, anunciou que fornecerá internet gratuita via satélite para as áreas mais afetadas, por meio do serviço Starlink. A empresa já instalou 12 terminais e espera entregar 35 pontos de acesso grátis.

A medida visa facilitar a comunicação de feridos e sobreviventes, para que eles possam contatar familiares e autoridades. Os pontos de internet serão distribuídos principalmente no oeste da Alemanha, onde 125 pessoas morreram no último sábado, 17 de julho, e outros 155 moradores estão desaparecidos.

Segundo dados oficiais, a maioria (70%) das 500 estações de celular foram destruídas durante as enchentes. A reconstrução do sistema deve demorar para ser refeita. Segundo Angela Merkel, chanceler alemã, a devastação é “surreal” e que a língua alemã não tem palavras para descrever tamanho estrago.

De acordo com Elon Musk, fundador da SpaceX, o serviço Starlink estará disponível em todo o mundo (com exceção dos polos) a partir de agosto deste ano. Atualmente, existem cerca de 1.800 satélites da Starlink em órbita, oferecendo o serviço na forma de testes para pelo menos 12 países.

VEJA TAMBÉM:

–> Viasat quer impedir que SpaceX lance mais satélites da Starlink

–> Banda larga da Starlink se tornará móvel em breve, promete Musk

–> Usuário instala antena da Starlink no carro e é multado

Em junho passado, durante a Mobile World Congress (MWC), Musk afirmou que a Starlink já tem mais de 69 mil clientes ativos. A expectativa da empresa é oferecer o serviço para até 5% das pessoas que não têm acesso à internet.

Ele também revelou que as operadoras estão contratando a SpaceX para levar o sinal do 5G para áreas rurais ou fora da área de coberturas das empresas de telefonia.

O bilionário aproveitou para dizer que o serviço de internet via satélite funcionará como um complemento para as redes fixas e móveis, e não um substituto.

Com informações de Olhar Digital e Tecnoblog.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários