Banda larga da Starlink se tornará móvel em breve, promete Musk

CEO da SpaceX também anunciou o ‘provável’ fim da fase de testes da internet via satélite no segundo semestre.

Banda larga da Starlink será móvel em breve, promete Musk

Elon Musk, CEO da SpaceX, anunciou na última semana que a internet via satélite da Starlink será “totalmente móvel” até o final deste ano.

Com isso, os usuários poderão acessar a internet banda larga de qualquer lugar, inclusive em veículos em movimento.

Atualmente, para utilizar a Starlink, o usuário precisa adquirir e instalar um kit de recepção, que inclui uma antena parabólica, tripé e roteador.

Entretanto, o acesso à banda larga espacial fica restrito a apenas um endereço fixo.

VIU ISSO?

–> Starlink reduz custos de produção, mas preço de ‘kit de recepção’ continua caro

–> SpaceX inicia ‘pré-venda’ de internet da Starlink no Brasil

–> SpaceX já se prepara para atuar no Brasil

Ou seja, o usuário ainda não pode mover a antena para um endereço diferente daquele que foi originalmente contratado.

Em março passado, a SpaceX entrou com um pedido na Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC) para tornar o Starlink um serviço móvel.

Dessa forma, seria possível oferecer a conectividade em caminhões, trailers, aviões ou navios.

Entretanto, veículos da Tesla – montadora esta que também tem Musk como CEO – não contarão com a conectividade espacial, uma vez que eles não são grandes o suficiente para transportar o terminal da Starlink.

Fim da versão beta

Desde outubro de 2020, a Starlink opera em “versão beta”, com mais de 10 mil usuários testando a conectividade via satélite.

Durante os testes, a SpaceX promete velocidades intermitentes entre 50 e 150 Mbps.

No entanto, clientes têm relatado velocidades superiores a 200 Mbps em determinadas localidades dos Estados Unidos.

Mesmo em temperaturas congelantes, ventos fortes e neve, o Starlink registrou velocidades de 175 Mbps, disseram alguns usuários.

Porém, Musk também anunciou na última semana que a fase de testes “provavelmente” chegará ao fim durante o próximo verão no hemisfério norte, que começa em 21 de junho e segue até 22 de setembro.

O magnata também prometeu melhorar rapidamente o tempo de atividade, largura de banda e latência do serviço.

Dessa forma, o serviço estaria pronto para ser ofertado comercialmente e em grande escala.

A SpaceX já lançou ao espaço cerca de 1.300 satélites da Starlink.

A meta é ter até 42.000 satélites em órbita da Terra até meados de 2027.

Com informações de Business Insider.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários