InícioEconomia e NegóciosTIM anuncia emissão de R$ 1,6 bilhão em debêntures incentivadas

TIM anuncia emissão de R$ 1,6 bilhão em debêntures incentivadas

Dinheiro será utilizado para implantar e melhorar redes fixas e móveis, incluindo o 5G.

TIM anuncia emissão de R$ 1,6 bilhão em debêntures incentivadas

A operadora (TIMS3) acaba de anunciar aos acionistas e ao mercado em geral que emitiu R$ 1,6 bilhão em debêntures incentivadas.

Ao todo serão 1,6 milhão de debêntures, com valor nominal unitário de mil reais.

As debêntures são títulos públicos com o objetivo de levantar recursos com investidores para financiar projetos das empresas, uma espécie de pedido de empréstimo no mercado privado.

A diferença entre as debêntures comuns e as incentivadas, é que esta última tem redução ou até mesmo isenção do imposto de renda para os investidores.


VEJA TAMBÉM:

–> TIM paga a acionistas R$ 350 milhões em juros sobre capital próprio

–> TIM anuncia parceria para ampliar cobertura 4G

–> Vivo e TIM já compartilham antenas em quase 700 cidades

No caso de empresas (pessoa jurídica) o imposto cai de 22,5% para 15%, e para as pessoas físicas o tributo é zerado.

Segundo a TIM, o dinheiro levantado será utilizado para financiar projetos de implantação, ampliação e modernização de redes fixas e móveis, em diferentes tecnologias, incluindo o 5G.

O montante faz parte do valor global de até R$ 5,75 bilhões, autorizado pelo Ministério das Comunicações (MCom) para que a operadora emita debêntures.

A ação faz parte da iniciativa do Governo Federal de incentivar o mercado privado a investir em projetos de infraestrutura.

A emissão tem data de 15 de junho de 2021 e tem prazo de vencimento de 7 anos a contar da emissão, ou seja, 15 de junho de 2028.

As debêntures serão corrigidas pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), além de sobretaxa de 4,1682% ao ano, a título de juros remuneratórios.

Caso as metas das políticas ambientais, sociais e de governança corporativa (ESG, na sigla em inglês) sejam cumpridas, esses juros remuneratórios poderão ser ajustados em até 0,25% por ano.

Entre as metas da operadora está levar o 4G para todos os municípios brasileiros até dezembro de 2023 e aumentar em 80% a ecoeficiência no tráfego de dados até o final de 2025.

A companhia afirma que a captação de recursos tem o intuito de fazer a TIM se diferenciar no mercado em qualidade e disponibilidade de serviços.

Esta é a segunda emissão de debêntures da TIM, sendo a primeira realizada em 2019, no valor total de R$ 1 bilhão.

Com informações de Relações com Investidores TIM.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários