Vivo e TIM já compartilham antenas em quase 700 cidades

Acordo busca aumentar a cobertura e capacidade de tráfego das redes móveis de ambas operadoras.

Vivo e TIM já compartilham antenas em quase 700 cidades

As operadoras Vivo e TIM já compartilham infraestruturas de rede móvel em 696 municípios.

Segundo informou a Vivo em teleconferência realizada nesta quarta-feira, 12 de maio, são 348 cidades implementadas por cada operadora.

A meta é alcançar 730 municípios ainda neste primeiro semestre, 365 para cada empresa de telefonia.

O acordo de compartilhamento foi anunciado oficialmente em junho do ano passado, após aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

VEJA TAMBÉM:

–> Vivo recupera crescimento, mas lucro cai no primeiro trimestre

–> Fibrasil entra em operação no segundo semestre, diz Vivo

–> Vivo Fibra bate recorde de adições e fatura R$ 1 bilhão no 1º trimestre

A ideia é compartilhar torres 2G, 3G e 4G, com o objetivo de aumentar a capacidade de tráfego da Vivo e da TIM, permitindo a entrada de uma das operadoras em locais onde a outra não está presente, ampliando assim a cobertura móvel de ambas.

Dessa forma, um cliente da TIM poderá usar a rede da Vivo e vice-versa.

Já o projeto de consolidação de rede (no modelo single-grid) – com o objetivo de criar uma uma rede única para atender as duas operadoras em cidades abaixo de 30 mil habitantes – está avançando.

Segundo a Vivo, o projeto piloto foi iniciado em 50 cidades (sendo 25 para cada operadora).

O potencial total é atingir 1.600 municípios, o que dá 800 cidades para cada operadora.

Sobre o desligamento de antenas 2G sobrepostas, com o objetivo de reduzir custos e otimizar o uso do espectro, a operadora afirma que os testes estão avançando conforme o planejado e que o lançamento é esperado para o terceiro trimestre de 2021.

Com isso, será possível aproveitar as frequências para outras tecnologias, como o 4G, por exemplo.

A lista de cidades em que as operadoras compartilham infraestrutura não foi revelada.

Independentemente deste acordo entre Vivo e TIM, as operadoras afirmam que pretendem preservar a autonomia comercial e gestão de seus clientes.

Com informações de Relações com Investidores Vivo.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários