InícioDefesa do ConsumidorProcon-SP terá central para atender vítimas de roubo de celular

Procon-SP terá central para atender vítimas de roubo de celular

Órgão reuniu operadoras, fabricantes e plataformas para discutir mecanismos de segurança para o consumidor.

Procon-SP terá central para atender vítimas de roubo de celular

O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado de São Paulo (Procon-SP) pretende disponibilizar uma central com o objetivo de orientar consumidores que foram vítimas de furto ou roubo de celular.

A novidade surgiu após reunião do Procon-SP com as operadoras Vivo, TIM e Claro, além de representantes da Febraban (entidade que congrega 120 bancos); das fabricantes Apple, Motorola e Samsung; do Google; e do Facebook (incluindo WhatsApp).

O encontro foi motivado por denúncias de que criminosos estão roubando celulares de brasileiros para acessar aplicativos de bancos e realizar transações em nome da vítima.

Durante a reunião, foram discutidos mecanismos de segurança disponíveis em smartphones, assim como medidas para evitar golpes e fraudes bancárias.


VEJA TAMBÉM:

–> Conexis Brasil Digital promove campanha de segurança digital

–> Maioria dos brasileiros consideram que ‘WhatsApp Pay’ não é seguro, diz pesquisa

–> Quem comete golpes no WhatsApp agora poderá passar até 15 anos atrás das grades

Com a central, o Procon pretende informar ao consumidor o passo a passo de como entrar em contato com bancos, operadoras e plataformas para bloquear contas e senhas bancárias, além de apagar dados dos aparelhos.

“O objetivo é centralizar as informações e facilitar a vida do consumidor. É dever das empresas oferecerem meios simples e rápidos para evitar que mais pessoas sejam vítimas desses criminosos”, explica Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

“Nossa ideia é que o consumidor possa acessar um único número para fazer todos esses bloqueios, isso está em andamento, mas não está disponível ainda. O importante é conseguirmos avisar todos os consumidores sobre as ações preventivas; se conseguirmos inviabilizar esse tipo de golpe com as transações bancárias, esse mercado ilícito tende a reduzir”, conclui.

O órgão de defesa do consumidor ainda não detalhou como irá funcionar a nova central e nem quando ela estará disponível para os consumidores.

Por enquanto, o Procon-SP orienta que os usuários que tiveram os aparelhos furtados ou roubados que façam um boletim de ocorrência, entre em contato com os bancos para bloquear as contas, além de bloquear o chip e o IMEI do celular junto às operadoras.

Com informações de Assessoria de Imprensa Procon-SP.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários