EUA e Reino Unido fecham acordo para desenvolver o 6G

Países buscam recuperar terreno perdido nos últimos anos para a China.

EUA e Reino Unido fecham acordo para desenvolver o 6G

Os governos dos Estados Unidos e Reino Unido fecharam um novo acordo de cooperação em ciência e tecnologia, o que inclui o desenvolvimento do 6G.

A assinatura do acordo ocorreu na última sexta-feira, 11 de junho, durante visita do presidente americano Joe Biden ao Reino Unido.

A parceria revitaliza a Carta do Atlântico – um tratado firmado entre os dois países – com o objetivo de fortalecer a relação entre eles, além de criar empregos e proteger a segurança dos cidadãos.

A ideia é fomentar a cooperação em pesquisa, inovação e comércio, incluindo áreas como defesa, segurança, aplicação da lei e inteligência.

VEJA TAMBÉM:

–> Apple já está interessada na tecnologia 6G

–> Gigantes se unem para liderar no fornecimento do 6G

–> 6G chega em 2028, diz Samsung

“Ambas as nações estabeleceram sua ambição de continuar a liderar o mundo em pesquisa e desenvolvimento, investindo em nossa experiência e capacidade para criar riqueza e combater a desigualdade, e garantir que os valores das democracias liberais, sociedades abertas e mercados abertos sejam incorporados ao design e uso global da tecnologia”, afirmou o Reino Unido em comunicado.

Apesar de não detalhar como será o desenvolvimento do 6G, o comunicado das duas nações ressalta que a colaboração visa facilitar a pesquisa e influenciar as regras, normas e padrões que governam a tecnologia e a economia digital.

A iniciativa é vista como o interesse dos dois países em recuperar a soberania no desenvolvimento tecnológico, algo que vem perdendo terreno nos últimos anos para a China, principalmente no 5G.

“A nova parceria marcante anunciada hoje aprofundará esses laços importantes e garantirá que a pesquisa anglo-americana possa continuar a desenvolver novas tecnologias para gerar riqueza e prosperidade para o bem da humanidade nas gerações vindouras”, afirma Kwasi Kwarteng, secretário de negócios do Reino Unido.

Vale lembrar que a Europa já conta com o projeto batizado como Hexa-X, que visa desenvolver a próxima geração de redes móveis.

A China também já tem feitos experimentos com a tecnologia 6G, por meio de um satélite operando na faixa do terahertz.

Com informações de Assessoria de Imprensa do Reino Unido.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários