Início5GEricsson prevê 580 milhões de usuários 5G até o final de 2021

Ericsson prevê 580 milhões de usuários 5G até o final de 2021

Fabricante afirma que esta será a geração móvel com adoção mais rápida da história.

Ericsson prevê 580 milhões de usuários 5G até o final de 2021

Nesta quarta-feira, 16 de junho, a fabricante sueca Ericsson divulgou relatório no qual prevê que o número de usuários utilizando o 5G pode ultrapassar a marca de 580 milhões até o final deste ano.

Para chegar a esse número, a fabricante estima cerca de um milhão de novos usuários todos os dias.


Segundo o documento, somente no primeiro trimestre de 2021, as assinaturas 5G com um dispositivo compatível com a rede de nova geração aumentaram em 70 milhões.

A expectativa é que o 5G ultrapasse a marca de um bilhão de usuários dois anos antes do que demorou o 4G para atingir o mesmo marco.

VEJA TAMBÉM:

–> Ericsson inaugura a primeira linha de produção 5G do Brasil e da América Latina

–> Ericsson anuncia seu 100º contrato 5G

–> Patente de 5G desenvolvida por brasileiros é registrada pela Ericsson

Com isso, a Ericsson chega a afirmar que o 5G deverá ser a geração móvel com a adoção mais rápida da história.

O crescimento no 5G é liderado pelos mercados da China, Estados Unidos, Coréia do Sul e Japão.

Já na Europa, a expansão da rede de quinta geração é mais lenta.

A 20º edição do Ericsson Mobility Report também apontou que já existem mais de 300 modelos de smartphones compatíveis com o 5G anunciados ou lançados comercialmente.

Até o final de 2026, é esperado que 3,5 bilhões de pessoas estejam cobertos com a tecnologia, com a maior parte dos usuários localizados no nordeste da Ásia (com cerca de 1,4 bilhão de assinaturas).

“Esta vigésima edição histórica do Ericsson Mobility Report mostra que estamos na próxima fase do 5G, com lançamentos acelerados e expansão de cobertura em mercados pioneiros como a China, EUA e Coreia do Sul. Agora é a hora de os casos de uso avançados começarem a se materializar e cumprir a promessa do 5G. Empresas e sociedades também estão se preparando para um mundo pós-pandêmico, com a digitalização 5G desempenhando um papel fundamental”, afirmou Fredrik Jejdling, vice-presidente executivo e chefe de redes da Ericsson.

Apesar do crescimento da nova rede, a Ericsson também aponta que 70% dos usuários 5G não estão felizes com os produtos e serviços atualmente oferecidos pelas operadoras.

Com informações de Assessoria de Imprensa Ericsson.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários