Variante do iPhone 12 fiasca; Apple reduz produção

Corte na fabricação chegou em 70% no mês de janeiro; modelo tem custo de R$ 6,999 na loja oficial da Apple no Brasil.

Modelos do iPhone 12
Imagem Ilustrativa: Divulgação Apple

Se for para ter um iPhone, que seja a variante principal, considerada ‘topo de linha’. Ao que tudo indica, esse é a lógica dos fãs da Apple, que parecem ter rejeitado a versão mini e mais acessível da 12ª geração do smartphone.

O lançamento é recente, mas as vendas iniciais não empolgaram. Tanto é que a empresa fez um corte de 70% na produção do modelo mais compacto e simples do iPhone 12.

Não é de hoje que a “maçã” mira conquistar clientes que consomem smartphones mais ‘acessíveis’ e intermediários. Tudo começou com o lançamento do iPhone SE, que inclusive deve ganhar um novo modelo em 2021.

Mas a presença nesse mercado não parece ser tão simples para Apple, que compete diretamente com marcas como Samsung, Xiaomi, LG, Motorola e Huawei. No início de fevereiro, as vendas do iPhone 12 mini representaram apenas 5% do total da venda de smartphones da marca.

VIU ISSO?

–> Apple decreta fim de computador com custo de R$ 67 mil

–> Usuários pedem ‘Apple Pay’, mas Nubank libera ‘Google Pay’

–> Apple lançará pacote com streaming, jogos e mais por R$ 26,90

Anunciado em dezembro de 2020, o modelo chegou como a opção mais ‘barata’ da Apple, com suporte ao 5G.

No entanto, até mesmo a demanda para empresas produtores de componentes do smartphone foi afetada, já que a companhia ‘congelou’ os pedidos para algumas e direcionou a demanda de outras para os modelos mais ‘caros’, como o 12 Pro e Pro Max.

Mas, a fraca saída do iPhone 12 mini não significa um insucesso para a linha. A Apple segue com o objetivo de fabricar 230 milhões unidades do smartphone em 2021, número que supera a marca de 2020.

Muito provavelmente a empresa já se prepara para a especulada retomada econômica, prevista para acontecer em vários países até o fim do ano, com o andamento das vacinações contra a COVID-19.

Com informações de NIKKEI Asia e Reuters

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários