Estudo revela crescimento de 180% na adoção de eSIM até 2025

No Brasil, as operadoras Vivo, Claro e TIM já ofertam o chip virtual.

Imagem do eSIM no dedo de uma pessoa. Cartão parece apenas um pouco maior do que um grão de arroz.
Imagem: Infeneon

A utilização do eSIM deve crescer 180% até o ano de 2025, segundo um estudo divulgado pela consultoria Juniper Reserach.

O eSIM é um chip que vem acoplado no dispositivo, diferentemente dos cartões removíveis, o que acaba dando mais liberdade ao usuário.

Isso porque, o cliente não precisa mais ficar preso a um determinado plano de uma operadora específica, já que o eSIM pode ser configurado através do software, podendo se adaptar a qualquer aparelho, armazenando diversos perfis de teles.

No Brasil, as principais operadoras do país, Vivo, Claro e TIM já ofertam esse tipo de tecnologia aos seus clientes.

De acordo com o levantamento, o número de eSIMs instalados em dispositivos deve crescer de 1,2 bilhão, a partir deste ano, para 3,4 bilhões em 2025.

VIU ISSO?

–> Vivo libera eSIM para pré-pago, controle e Vivo Easy

–> TIM começa a vender chip virtual

–> Claro lança plano especial para Apple Watch

A pesquisa revela que o setor de consumo será o responsável por 94% do crescimento do eSIM no mercado, ficando à frente dos setores industrial e público.

Segundo a pesquisa, intitulada “eSIMs: Sector Anlysis, Emerging Opportunities & Market Forecasts 2021-20125″Isso deve ser acelerado, principalmente, por dispositivos de consumo, como Apple e Google.

A conclusão do documento é de que os fabricantes de dispositivos devem pressionar as operadoras para que elas ofereçam suporte à estruturas de eSIM, promovendo a maturação do mercado.

A Apple foi a pioneira em relação ao eSIM, quando lançou o celular Apple Watch Series 3. Depois disso, o cartão virtual também foi adotado pelo IPad Pro e pelo Iphone, em 2018.

A nova atualização do iOS 14.5 deve atualizar suporte para banda dupla 5G, permitindo ao usuário escolher entre o chip físico e o eSIM. Essa funcionalidade já é disponibilizada na China continental.

Também existe a expectativa de que os aparelhos Android comecem a aderir ainda mais ao eSIM, o que já vem acontecendo no caso do Motorola Razr.

Com informações de MacRumors.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários