Vivo cresce no pré-pago e fibra óptica

Telefônica Brasil, controladora da marca, tornou públicos os resultados financeiros, que mostram inclusive a queda registrada no ano marcado pela pandemia.

Divulgação Telefônica Brasil
Imagem: Divulgação Telefônica Brasil

Em um ano de desafios “pandêmicos”, a Telefônica Brasil, controladora da Vivo, lucrou R$ 4,771 bilhões. O montante representa uma queda de 4,6% em relação a 2019.

A marca enfrentou praticamente os mesmos desafios que suas concorrentes, como a diminuição das recargas, aumento do custo com infraestrutura e manutenção de banda larga, entre outras questões.


No mais, o resultado do quarto trimestre é positivo, com alta de 1,5% no lucro líquido, que atingiu R$ 1,293 bilhão.

Já a receita operacional líquida, montante que a empresa efetivamente recebe pelas suas vendas, ficou em R$ 11,193 bilhões no trimestre em questão.

VIU ISSO?

–> Dona da Vivo recebe aprovação para extinguir ações preferenciais

–> Telefônica anuncia alienação da CyberCo Brasil

–> Telefônica revela impacto do coronavírus nos resultados da Vivo

Entre os destaques, a empresa destaca um crescimento de 1,5% na base total de clientes, em um total de 95 milhões de acessos.

A fibra óptica registrou um crescimento de 36,3%, com 246 mil adições líquidas no período de análise. Um resultado que se segura também na expansão de cobertura trabalhada pela Vivo.

O resultado pode ser visto como responsável pela receita de R$ 896 milhões atingida pela oferta da rede FTTH.

A IPTV, oferecida em conjunto, gerou R$ 313 milhões para os cofres da Telefônica.

Os clientes pós-pago seguem maioria entre a base da operadora, pois cresceram 3,9% e representam 57,1% no total de acessos móveis.

No entanto, o pré-pago teve um crescimento mais expressivo, apesar de não estar nos destaques dos resultados da operadora.

Ao todo, o aumento foi de 7,2%, com 905 mil adições líquidas no trimestre.

Com informações de Relações com Investidores Telefônica Brasil

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

2 Comments

  1. Com essa pandemia as pessoas estão ficando mais no wi-fi, dados móveis só plano pré pago mais barato.

  2. Quem puxa essas altas em pré pago é o app Vivo Easy/Easy Prime com toda certeza. Eu mesmo em meados de dezembro passado saí da Oi, na qual fiquei exatos 15 anos e com o mesmo plano (Oi Controle 31 Anos), e portei meu número pro Vivo ”Pré-Diário” e dias depois ao Vivo Easy normal.
    Já com relação à fibra, eu venho notando num raio de alguns Km de onde moro (uma capital nordestina), que a Vivo está fibrando tudo, estão realmente investindo pesado e isso se deve principalmente à forte competitividade da concorrência frente a Vivo, que está sendo passada pra trás a cada dia que passa. Porque ao contrário do que aconteceu no eixo Sudeste/Sul, a Vivo por aqui não herdou a fibra da GVT, então tá correndo atrás aonde não tem.

Leave a comment