InícioTecnologiaCom Galaxy Note ‘cancelado’, Samsung prepara novo topo de linha

Com Galaxy Note ‘cancelado’, Samsung prepara novo topo de linha

Linha “Note” foi cancelada apenas em 2021, pela escassez de ‘chips’ no mercado; conheça o modelo que deve surgir como substituto.

Vazamento do Galaxy S21 FE, primeiras imagens.
Imagem: Vazamento do Galaxy S21 FE

O “Samsung Galaxy S21” é um sucesso de vendas, mas tudo indica que a fabricante coreana já prepara um novo topo de linha e deve lança-lo em agosto. Trata-se de uma nova variante da atual geração da linha S, intitulado “Galaxy S21 FE”.

É um smartphone que vai surgir para dar continuidade ao S20 FE, lançado no ano passado e com uma boa saída de vendas (um dos modelos mais vendidos da marca no ano passado). A sigla FE surge como identificação para “Fan Edition”, portanto, terá especificações consideradas “especiais” para agradar fãs da linha.

A ideia é trazer o modelo como um substituto ao Galaxy Note 21, que foi cancelado neste ano devido a escassez de chips para produção. No entanto, vale destacar que não significa um “cancelamento” permanente, a linha deve retornar normalmente no ano seguinte, visto que também possui muitos fãs.

As informações surgiram de Steve H., que é conhecido como OnLeaks e já teve diversos acertos sobre o mercado de tecnologia. Portanto, qualquer publicação do autor já é suficiente para gerar repercussão na imprensa.


VIU ISSO?

–>  Samsung Galaxy S21 atinge menor preço desde o lançamento

–> Pluto TV e Samsung TV Plus ganham novos canais

–> Versão Plus do Samsung Galaxy S21 tem preço derrubado

No entanto, obviamente, o aparelho também deve sofrer um “downgrade” em comparação a algumas versões do S21 convencional. A vantagem é que o custo poderá ser até mais vantajoso para quem deseja ter um smartphone da atual geração da linha S.

De acordo com o vazamento, é esperado que o S21 FE tenha uma estrutura metálica, três câmeras traseiras e a tela será maior, com 6,4 polegadas. A lente telefoto de 64 MP não deve estar presente no modelo, cedendo espaço para uma menos potente.

O valor deve ficar na média de US$ 700, R$ 4.013,56 na atual conversão. Na prática, a estratégia da Samsung será a mesma do ano passado. Produzir um smartphone que terá um menor custo de fabricação (e consequentemente um menor custo para o consumidor) e embalá-lo no marketing do atual carro-chefe de vendas, que é o S21.

Com informações de Voice

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários