19/07/2024

Mais de 500 anunciantes já deixaram o Twitter após venda a Elon Musk

Segundo o 'The Information', a receita diária da rede social em 17 de janeiro foi 40% menor do que no mesmo dia do ano anterior; saiba mais.

Desde que Elon Musk comprou o Twitter, a rede social não tem apresentado um bom desempenho, sendo que foi cogitado até uma possível falência da plataforma. O prejuízo também veio por parte dos anunciantes que decidiram interromper o patrocínio à empresa depois que o bilionário assumiu o comando.

De acordo com o The Information, mais de 500 anunciaram já deixaram a rede social desde que Elon Musk a comprou. A receita diária do Twitter em 17 de janeiro foi 40% menor do que no mesmo dia do ano anterior, conforme aponta o relatório.

A fuga dos anunciantes foi resultado das ações tomadas pelo bilionário em relação a rede social, como a demissão de milhares de funcionários e alterações nas operações, como o sistema de selos de verificação de contas, que fez com que pessoas se passassem por empresas e figuras públicas.

A restituição de contas de figuras polêmicas, como Kanye West e Donald Trump foram motivos que prejudicaram a imagem de Musk e da própria rede social. Inclusive, os próprios usuários da plataforma não estavam satisfeitos com o comando do bilionário, o que ficou claro quando ele fez uma enquete perguntando se deveria deixar o cargo de CEO do Twitter, e 57,5% das pessoas votaram a favor da sua renúncia.

Com o resultado, ele decidiu atender o resultado da votação, respondendo: “Vou renunciar ao cargo de CEO assim que encontrar alguém tolo o suficiente para aceitar o cargo! Depois disso, apenas comandar as equipes de software e servidores“.

Outra ação de Musk foi reverter a proibição de 2019 de anúncios políticos no Twitter, dizendo que relaxaria a política de publicidade para “anúncios baseados em causas” nos Estados Unidos e alinharia sua política de anúncios com a TV e outros meios de comunicação.

Como isso afeta outros negócios de Elon Musk

Embora esteja em ramos completamente diferentes, o desempenho do Twitter afeta as ações da empresa de automóveis, Tesla. No dia 3 de abril de 2022, mês em que o bilionário executivo iniciou o processo de comprar papéis do Twitter, as ações da montadora de veículos elétricos estavam cotadas a US$ 381,82, enquanto hoje elas valem US$ 134,82.

Além disso, Elon Musk vendeu US$ 31 bilhões em ações da montadora para financiar sua tentativa de adquirir o Twitter, fazendo com que o preço das ações caíssem.

2 COMENTÁRIOS

Se inscrever
Notificar de
guest
2 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários