Cliente será indenizado por conta de grosseria de atendente da Vivo

‘Fato não pode ser considerado corriqueiro’, afirmou o relator do caso na Justiça.

A 34ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo acaba de condenar a Vivo a indenizar um cliente por ter sido desrespeitado por uma atendente da operadora.

De acordo com o consumidor, ao entrar em contato com a empresa para solicitar uma segunda via da fatura, a atendente o deixou 15 minutos esperando na linha e depois disse que a conta não poderia ser enviada e que, se pudesse, já teria sido enviada anteriormente.

Em seguida, ela desligou o telefone com o cliente ainda em linha. Logo depois, a funcionária da Vivo ligou novamente para o consumidor e o tratou de forma “ríspida” e “debochada”.

A ligação foi inteiramente gravada.

VIU ISSO?

–> Operadoras são culpadas por clonagem de WhatsApp?

–> Vivo é condenada pela Justiça por não cumprir contrato

–> Falha da Vivo pode ter gerado R$ 5 milhões de prejuízo

Segundo o desembargador Luiz Guilherme da Costa Wagner Junior, o fato não pode ser considerado corriqueiro ou mero aborrecimento cotidiano.

“Por ato corriqueiro, aliás, deveríamos ter o bom atendimento ao cliente para que ele mantenha o contrato com a empresa, sob pena de total inversão de valores. Indaga-se, se um cliente que busca a empresa solicitando a segunda via de fatura para efetuar o pagamento é tratado dessa forma, qual o tratamento dispendido aos que estão inadimplentes e buscam tentar negociar o débito? O bom atendimento é reservado apenas para angariar novos clientes?”, disse Junior.

O desembargador entendeu que houve falha na prestação do serviço, demonstrando que Vivo pecou no treinamento das equipes.

Ele ressaltou a importância do bom atendimento ao consumidor, uma vez que sem ele a empresa não teria faturamento.

O valor da indenização por danos morais é de R$ 5 mil.

Com informações de TJSP.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários