InícioRegulaçãoBolsonaro cogita dificultar atuação do Facebook no Brasil

Bolsonaro cogita dificultar atuação do Facebook no Brasil

Presidente destacou que vai trabalhar com o parlamento para aumentar os impostos para empresas do tipo; entenda.

Imagem: Flickr Palácio do Planalto

Se depender de Jair Bolsonaro, o Brasil pode ser mais um país que será uma “pedra no sapato” das provedoras de redes sociais, também conhecidas como as “gigantes da internet”.

Recentemente, o presidente comentou sobre a questão do Facebook e manifestou sua vontade de aumentar a cobrança de impostos para empresas do tipo. A ideia é trabalhar junto com o parlamento para fazer essa tributação acontecer.

Parte da frustração do presidente com o Facebook baseia-se na experiência de uso, visto que seus seguidores foram proibidos de anexar imagens nos comentários de suas publicações.

A rede explica como uma política contra a disseminação de “fake news”.


VIU ISSO?

–> Facebook pode ser processado por comprar WhatsApp e Instagram

–> Bug do Facebook expõe como a rede obtém informações pessoais nossas

–> Globo se manifesta após nova queda de braço com Bolsonaro

No entanto, o Bolsonaro discorda e diz que a melhor forma de impedir notícias falsas é tirar de circulação.

Ele destaca que não faria isso por ser um “democrata”, mas que veículos como “O Globo”, “Folha de São Paulo”, “Estadão” e “Antagonista” são fábricas de informações inverídicas.

Para o presidente, atos de censura contra ele não são reverberados pela mídia.

Vale destacar que outros países também travam disputas contra o Facebook, mas por outras questões.

O tratamento das informações sensíveis e pessoais alocadas na rede é a principal pauta pela qual a empresa é duramente cobrada mundo afora.

Com informações de O Globo

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]

4 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
4 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários