Rio de Janeiro distribui mais de mil chips e modems para alunos

Equipamentos permitirão que estudantes da rede pública possam assistir aulas de forma remota.

Na última sexta-feira, 15, a secretaria de ciência, tecnologia e inovação, do Governo do Rio de Janeiro, em parceria com o Centro de Tecnologia de Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro (Proderj) anunciou que distribuiu mais de mil chips e modems para alunos do ensino superior público.

Os equipamentos foram entregues à Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo) e à Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf).

De acordo com os reitores das duas universidades, a maioria dos alunos e professores não têm acesso à internet.

A ideia é que os chips e modems auxiliem alunos e professores que não tem acesso à internet para o ensino remoto emergencial, durante a pandemia.

VIU ISSO?

–> RJ: Operadoras terão que enviar alertas sobre crianças desaparecidas

–> Governo do Rio de Janeiro vai investir R$ 710 milhões em rede

–> Operadoras são investigadas por suspeita de lavagem de dinheiro

“Por meio do acesso à internet, a gente fortalece o ensino e a pesquisa, permitindo que os professores possam lecionar a distância”, afirmou Dr. Serginho, secretário de ciência, tecnologia e inovação do Rio de Janeiro.

“A data de hoje é um marco. A inclusão digital é um passo fundamental e contínuo”, disse o reitor da Uenf, Raul Ernesto Lopez Palacio.

“Tivemos que nos reestruturar pelo ensino remoto emergencial. Mas o perfil do nosso aluno, que é o de vulnerabilidade social, dificulta muito o ensino remoto. Por isso eu quero agradecer à Secretaria e o Proderj pelo apoio”, concluiu a reitora da Uezo, Maria Cristina de Assis.

Com informações de Assessoria de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários