RJ: Operadoras terão que enviar alertas sobre crianças desaparecidas

Lei estadual do Rio de Janeiro acaba de ser publicada e deve ser regulamentada em 90 dias.

Foto: Tânia Rêgo/Agencia Brasil

Nesta quarta-feira, 13, foi publicada no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro a lei n° 9.182/2021 que determina que as operadoras de telefonia devem enviar mensagens de alerta para todos os seus clientes sobre o desaparecimento de crianças e adolescentes.

Segundo o texto da legislação, os alertas devem ser enviados por meio de mensagens instantâneas ou notificações push.

A mensagem deve conter o nome, idade, características físicas, o local de desaparecimento do menor, assim como outras informações que as autoridades julgarem necessárias.

É previsto ainda o envio de fotos das crianças, desde que respeitando a legislação em vigor.

VIU ISSO?

–> Governo do Rio de Janeiro vai investir R$ 710 milhões em rede

–> STF derruba mais uma lei estadual com regras para operadoras

–> Operadoras são investigadas por suspeita de lavagem de dinheiro

Os dados dos desaparecidos devem ser encaminhados pela Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA).

A lei entrou em vigor na data de sua publicação e o governo do Rio de Janeiro tem 90 dias para regulamentar os procedimentos.

As operadoras também podem firmar convênios para se adequar à legislação.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários