Mourão volta a defender a Huawei nas redes 5G do Brasil

Vice-presidente tentou dissuadir Bolsonaro contra o banimento da fabricante chinesa.

Crédito da imagem: Valter Campanato/Agência Brasil

Após quase dois meses sem agenda conjunta, o presidente da República, Jair Bolsonaro, e seu vice, Hamilton Mourão, fizeram uma reunião para tratar de vários temas, entre eles a questão da Huawei.

Durante a conversa, Bolsonaro mostrou resistência quanto à possibilidade de a fabricante chinesa fornecer produtos para as futuras redes 5G do Brasil.

Por sua vez, Mourão afirmou que se conservadas as prerrogativas de segurança e soberania do país, não há problema na participação da Huawei.

Bolsonaro apenas ouviu.

De acordo com aliados, o vice-presidente mostrou irritação sobre a recente fala de Fábio Faria, ministro das Comunicações, que o desautorizou a falar sobre o tema 5G e o debate em torno da Huawei.

VIU ISSO?

–> Vice-presidente afirma: sem Huawei, 5G será mais caro

–> Huawei acredita que não será banida do 5G brasileiro

–> Deputados cobram o fim da interferência política sobre o 5G

É válido ressaltar que Mourão é representante da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban), que tem o objetivo de manter contatos regulares entre os governos do Brasil e China.

Com informações de O Globo.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários