DirecTV deve ser vendida por mais de US$ 15 bilhões

Propostas já foram enviadas para a AT&T, que não deve demorar para vender os ativos e quitar parte de suas dívidas.

Logo DirecTV
Imagem: Logo DirecTV

A marca DirecTV, que recentemente retornou ao Brasil com o DirecTV Go, pode ter seus ativos vendidos por mais de US$ 15 bilhões pela AT&T (BVMF: ATTB34), grupo controlador.

Ao todo, duas propostas foram feitas pela divisão de TV por assinatura e ambas avaliam a marca ofertada nessa faixa.

Entre as empresas interessadas estão a gestora de investimentos Apollo Global Management e a Churchill Capital Corp.

Com US$ 149 bilhões em dívidas, a AT&T começa a se desfazer de “ativos não essenciais” para quitar suas despesas e dar continuidade aos investimentos assumidos.

Por sinal, grande parte desse montante se deve a compra da WarnerMedia.

Não à toa, a operadora americana foca seus esforços diretamente na operação do HBO Max, serviço de streaming do estúdio, já que os cinemas estão paralisados e seguem sem grandes resultados de bilheteria.

VIU ISSO?

–> Entenda a polêmica ao redor do streaming HBO Max

–> AT&T terá mais foco no streaming com o HBO Max

–> Desejada por brasileiros, a AT&T é mesmo tudo o que dizem?

Já a DirecTV, assim como todo o universo da TV por assinatura, segue em uma evasão cada vez maior de assinaturas.

No Brasil, o serviço se lançou por meio de uma IPTV com mensalidade de R$ 59,90 e cinco anos de conteúdo HBO sem custo.

A AT&T ainda comentou negociações, mas as informações foram divulgadas em um relatório publicado no Wall Street Journal.

Com informações de Deadline

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários