Hacker coloca à venda dados de 28 milhões de clientes da antiga NET

Criminoso teria tido acesso a informações pessoais de usuários da operadora comprada pela Claro.

Um hacker identificado apenas como “gr4c3ann” está vendendo em um fórum público na internet um banco de dados vazado da antiga NET (atualmente Claro net), contendo informações de 27,8 milhões de clientes da operadora.

De acordo com o criminoso cibernético, os dados são de 2018, quando a marca ainda não tinha sido absorvida pela Claro.


Na época, a NET oferecia serviços de TV por assinatura, internet banda larga e telefonia fixa.

Segundo a amostra divulgada pelo hacker, é possível ter acesso a dados como nome completo, data de nascimento, sexo, CPF/CNPJ, e-mail, cidade, bairro, CEP.

Amostra divulgada pelo hacker gr4c3ann. Os dados foram desfocados pelo Minha Operadora.

VIU ISSO?

–> EXCLUSIVO: Bot no Telegram expõe clientes endividados com a Vivo

–> WhatsApp está expondo na internet celulares de seus usuários

–> Grupo Hacker invade Globoplay e envia notificação para usuários

Contudo, o “gr4c3ann” não revelou o valor que ele está querendo pelas informações.

A postagem é de 21 de outubro de 2020 e pelo menos três usuários do fórum mostraram interesse em comprar o banco de dados.

O Minha Operadora entrou em contato com a Claro, mas até o fechamento desta matéria não recebemos um retorno. A matéria será atualizada com o posicionamento da empresa.

[ATUALIZAÇÃO – 02/11/2020 18h06]:

Em resposta ao Minha Operadora, a Claro emitiu o seguinte comunicado:

“Sobre o caso citado, a Claro informa que não foram encontradas evidências que comprovem que a amostra publicada pertença à base de dados da empresa.

A Claro investe fortemente em políticas e procedimentos e no aprimoramento constante de processos, adotando medidas, de acordo com melhores práticas, para identificar fraudes e proteger seus clientes.”

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários