PicPay atrasa recebimento do Auxílio Emergencial de usuários

Hashtag contra o aplicativo já entrou nos assuntos mais comentados do momento nas redes sociais; entenda a situação.

Divulgação PicPay
Imagem: Divulgação PicPay

Quem conhece já sabe, o PicPay se tornou um meio cômodo e moderno para pagamentos digitais. Inclusive, muitos adotaram o aplicativo como uma solução fácil e rápida para transferir e efetuar pagamentos, parcelar boletos e outras atividades.

O serviço, inclusive, se tornou prático para os beneficiários do Auxílio Emergencial distribuído pelo Governo Federal durante a pandemia do novo coronavírus.


A empresa liberou o cadastro do cartão de débito virtual disponibilizado pela CAIXA e assim possibilitou que milhares de brasileiros conseguissem receber o dinheiro pelo aplicativo.

É aqui que mora o grande problema. Algumas pessoas realizaram o procedimento e dias depois, ainda não receberam o dinheiro do auxílio na conta do PicPay.

Para protestar contra a empresa, diversos usuários se uniram e levantaram a hashtag #PicPayDevolveMeuDinheiro.

Nas publicações, alguns usuários já falam até mesmo em processo contra a empresa. Outros relatam que estão há um mês sem ter acesso ao dinheiro que enviaram para recebimento pelo aplicativo.

VIU ISSO?

–> Felipe Neto distribui R$ 500 para seguidores via PicPay

–> RecargaPay teve mais de 350 reclamações em 2 dias

–> Nubank emite alerta sobre carteiras digitais

A propósito, é importante explicar que o PicPay se tornou uma solução mais rápida para os beneficiários do Auxílio Emergencial, já que o dinheiro é depositado na conta digital CAIXA TEM e fica disponível apenas para compras com o cartão de débito virtual.

Saques e transferências só são possíveis a partir de um prazo estabelecido pelo próprio banco, que na maioria das vezes pode demora cerca de um mês.

Devido a urgência que muitos possuem para recebimento do auxílio, o PicPay se tornou uma solução rápida e o procedimento é feito como se a transferência para o aplicativo fosse uma compra realizada com o cartão de débito virtual do CAIXA TEM.

Em busca de esclarecimentos, o Minha Operadora está em tentativas de contato com a assessoria de imprensa do PicPay. Se houver uma resposta da empresa, a publicação será atualizada.

Confira abaixo os relatos publicados no Twitter:

[ATUALIZAÇÃO – 07/07/2020 16h35]:

Em nota para o Minha Operadora, o PicPay esclarece:

Desde o início da distribuição do auxílio emergencial, mais de 2,9 milhões de usuários concluíram a transferência do benefício para o PicPay com sucesso. Por instabilidade do sistema do Caixa TEM, um pequeno percentual das transações entre o aplicativos e o PicPay não é concluído. Nesses casos, o usuário deve fazer nova tentativa. Se a Caixa tiver debitado o valor utilizado para a transferência, o estorno deverá ser realizado pelo próprio banco.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
erlande alves

Não tenho recramar do picpay deu tudo certo comigo

Cidade - UF
Recife