Operadoras britânicas são contrárias ao banimento da Huawei

Empresas alertam que retirada forçada de equipamentos poderia gerar um ‘apagão’ nas telecomunicações do Reino Unido.

Apesar do governo do Reino Unido já ter decidido remover equipamentos da Huawei de suas redes de telefonia, na prática, a tarefa não será muito fácil de ser executada. Em documento enviado ao parlamento britânico, as principais operadoras locais alertam que a retirada de dispositivos 5G de maneira “forçada” poderia gerar um “apagão telefônico”.

O procedimento pode se tornar ainda mais preocupante se o governo britânico levar adiante a ideia de que toda a operação seja realizada em apenas seis meses.


As operadoras Vodafone e BT, por exemplo, dizem que a retirada de produtos chineses da rede 4G seria ainda mais problemático, o que faria com várias regiões ficassem sem sinal de telefonia por meses ou até mesmo anos.

As empresas pedem cautela ao governo, pois a remoção de equipamentos poderia fazer com que elas percam “bilhões de libras”, podendo levar, até mesmo, operadoras à falência.

“Se a orientação se tornar mais rigorosa, isso terá um efeito imediato atrasando a implantação do nosso 5G. Além disso, também terá implicações de custo e concentrará nosso investimento na remoção de equipamentos existentes ao invés de comprar novos para o 5G. Se as diretrizes atuais fossem reforçadas e mais restrições fossem impostas, precisaríamos gastar na ordem de bilhões para alterar nossa infraestrutura atual”, alerta Andrea Dona, chefe da Vodafone no Reino Unido.

Nesta terça-feira, 14, o Conselho de Segurança Nacional da Grã-Bretanha (NSC), presidido pelo primeiro-ministro Boris Johnson, discutirá a questão da Huawei na infraestrutura de rede 5G britânico. A decisão do governo será anunciada no final do mesmo dia.

VIU ISSO?

–> Reino Unido volta atrás e proíbe Huawei em suas redes 5G

–> Paulo Guedes é a favor da Huawei no Brasil

–> Operadoras querem Huawei nas redes 5G do Brasil

Inicialmente, foi feito uma proposta de reduzir a participação chinesa nas redes 5G em 35% até 2023. Agora, discute-se a redução até zero em um prazo que pode variar de dois a quatro anos.

Uma das justificativas de Johnson para o bloqueio são as sanções dos Estados Unidos sobre a fornecedora chinesa, o que faria com que Huawei deixe de ser um fornecedor confiável para o Reino Unido.

Com informações de TudoCelular e Canaltech.

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários