Oi recebe nova oferta: R$ 1,07 bilhão pelas torres

Operadora também confirmou que recebeu propostas pela sua divisão de telefonia móvel.

A Oi (OIBR3 / OIBR4) emitiu, para os acionistas e o mercado em geral, dois fatos relevantes na manhã deste sábado (18/07). O primeiro confirma que o Bank of America Merrill Lynch (BofA), assessor financeiro da empresa, recebeu “propostas vinculantes de terceiros pelo ativo móvel da companhia”.

Na madrugada do mesmo dia, a Telefônica Brasil, controladora da Vivo (VIVT3 / VIVT4), afirmou que enviou oferta para aquisição da Oi Móvel em conjunto com as teles TIM (TIMP3 / TIMP4) e Claro.


Já o segundo comunicado (clique para ler na íntegra) aponta que o Grupo Oi recebeu uma outra oferta vinculante da Highline do Brasil II Infraestrutura de Telecomunicações S.A, dessa vez pelos “ativos e passivos relacionados às atividades de sites de telecomunicação outdoor e indoor de transmissão de radiofrequência da Companhia e suas subsidiárias”.

De acordo com o informativo, a Highline ofereceu na proposta o total de R$ 1.076.740.878,00 pela Unidade Produtiva Isolada (UPI) Torres, conforme cláusula 5.3.2. presente no aditamento ao Plano de Recuperação Judicial da Oi, protocolado em 15/06/2020.

Caso a Oi aceite a proposta e venda a UPI Torres para a empresa de infraestrutura de telecomunicações, a Highline do Brasil terá direito a 657 Torres e “Roof Tops” que hoje são de propriedade da Oi, incluindo cabos e antenas que foram instalados para atender 225 ambientes internos, dentre eles 223 shoppings, um hospital e um estádio de futebol.

Roof Tops são espaços restritos aproveitados para a montagem de equipamentos de radiofrequência para a telefonia móvel, como antenas instaladas em fachadas, caixas d’água, telhados e lajes de cobertura de prédios.

VIU ISSO?

–> Divisão de ativos e venda; entenda os novos planos da Oi

–> Para focar na fibra, Oi deixa de vender internet por cobre

–> Você Sabia? Presidente Jair Bolsonaro detém ações da Oi

A Highline também terá direito a receber uma receita anual estimada em R$ 94,35 milhões, proveniente de aluguéis pagos pela própria Oi Móvel e por outras prestadoras de telefonia para utilizar os espaços e a infraestrutura de antenas e cabos.

Segundo o Contrato de Compartilhamento da UPI Torres, o valor da remuneração paga pela Oi Móvel será de R$ 4.400 por item de infraestrutura de torres e Roof Tops; e de R$ 16.500 para antenas internas instaladas em shoppings e outros locais, R$ 35 mil para antena instalada em um hospital e R$ 80 mil para o site indoor que está dentro de um estádio.

Por outro lado, a empresa ofertante também terá custos com o pagamento da locação de terrenos e prédios em que estão instaladas torres, bem como pela utilização de infraestrutura de outras telefônicas.

A empresa investidora por trás da Highline é a Digital Colony, maior empresa de investimentos em Infraestrutura Digital do mundo. Ao todo, são 14 empresas controladas e mais de US$ 20 bilhões em ativos sob gestão.

Sobre o Aditamento ao Plano de Recuperação Judicial da Oi

É bom lembrar que o Aditamento ao Plano de Recuperação Judicial (PRJ) da Oi ainda precisa ser aprovado em Assembleia Geral de Credores, a ser realizada em agosto de 2020. Caso seja aprovado, o Aditamento é encaminhado para homologação da Justiça.

A Recuperação Judicial da Oi está registrada no Juízo da 7ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro (Processo nº 0203711- 65.2016.8.19.0001).

Com o interesse oficial de empresas nas UPIs ‘Torres” e “Móvel” da Oi, restam somente interessados nas áreas de “Data Center” e “infraestrutura de fibra” da empresa de telecomunicações brasileira.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Vagner Santos
Entusiasta de Telecomunicações. Fundador do Minha Operadora, hoje um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecom do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
6 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
itapeckD

Beleza fico feliz pela oi e como esperado sair da recuperação forte mantendo e criando mais vagas de emprego para tantas pessoas que estão sem neste tempo difícil que veio sobre todos nós. Força Oi!!!

Cidade - UF
Valparaíso de Goiás
João Gabriel Freire Furtado da Silva

Beleza.Todos nos sabemos o que vai ocorre na pratica,vai ser o inverso do proposto.Fazendo isso o que vai ocorrer na pratica e a terceirizaçao da mao de obra.Porque simplesmente a empresa vai continuar explorando as antenas porem nao vai mas ficar responsável pela manutenção da mesma.Quem vai pagar o pato sao os colaboradores como sempre.Digamos que a empresa se recupere (o que nao vai ocorrer,pois a divida é impagavel,so estão ganhando tempo),quem que vai garantir a qualidade do serviço?Essa colony comprou um mont de infraestrutura para deixa na geladeira.Leem bem o que esta escrito.

Cidade - UF
Rio de Janeiro
Ulisses Garcia

Deixa eu entender, me parece que querem comprar a parte boa, mas quem paga a dívida ????

Cidade - UF
São paulo sp
Luiz Carvalho

Tomara que a Oi aplique o dinheiro que vai conseguir com todas essas ofertas de forma adequada, e invista na ampliação da rede fibra.

Cidade - UF
São Paulo
Marinalva da Costa

Tenho terreno pra Locação pra Torre de Telecomunicaçõ es para a utilização de infraestrutura do terreno os interessados [SUPRIMIDO]

Cidade - UF
São Paulo
Rosi Avelino

Ta bom de vender mesmo! Pra vê se o serviço melhora internet do chip é péssima Deus me free.

Cidade - UF
Maceió