Claro anuncia implantação de rede 5G

Novidade chega com o lançamento do primeiro smartphone compatível com a tecnologia no Brasil.

Claro anuncia implantação de rede 5G

De forma simultânea ao pré-lançamento do primeiro smartphone 5G no país, o Motorola Edge, a Claro acaba de anunciar a implantação da tecnologia DSS, que oferece a conexão de quinta geração no Brasil.

Com a novidade, clientes que comprarem smartphones compatíveis já poderão ter as primeiras experiências com a tecnologia 5G, utilizando conexões 12 vezes mais rápidas que o 4G convencional.


A tecnologia DSS (Dynamic Spectrum Sharing, ou, na tradução, Compartilhamento Dinâmico de Espectro), desenvolvida pela Ericsson, permite oferecer a conectividade de quinta geração nas frequências que já estão disponíveis.

Na próxima semana, a Claro, em conjunto com a Ericsson, Motorola e Qualcomm, pretendem detalhar os planos de implantação da tecnologia, as regiões cobertas inicialmente com a rede 5G DSS, além do início da venda do aparelho Edge.

Os investimentos realizados pela operadora para oferecer a rede DSS ajudarão a acelerar a implantação definitiva do 5G, com a posterior adição do espectro de 3,5 GHz e das faixas de onda milimétricas, por meio do leilão, ainda sem data para acontecer.

Esses espectros adicionais ajudarão a expandir a transmissão da rede 5G, porém, como tem menor alcance, demandará a instalação de uma grande quantidade de antenas, para garantir cobertura e capacidade.

VIU ISSO?

–> Leilão do 5G fica para 2021

–> Operadoras poderão utilizar tecnologia 5G antes mesmo do leilão

–> EUA já discutem com empresas nacionais oferta de crédito para o 5G

“O 5G DSS revela-se uma forma de trazer evolução gradativa e que vem sendo utilizada como alternativa pelas maiores operadoras do mundo, inclusive em economias desenvolvidas, como Estados Unidos e Europa, e onde o espectro de 3,5GHz e de ondas milimétricas já foi alocado” afirma Paulo Cesar Teixeira, CEO da unidade de consumo e PME da Claro. 

Com a nova rede, as empresas pretendem acelerar o uso de novos recursos de telemedicina e educação a distância, para combater os efeitos da pandemia da Covid-19.

Com informações de Assessoria de Imprensa Claro.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Mateus Da Silva

Histórico!

Cidade - UF
Marechal Cândido Rondon - Paraná
Mateus Da Silva

Eu acho que isso também exigiria ua infraestrutura forte do 4g (eu acho) porquê seria equivalente a 12 dispositivos 4g… Mas acredito que como a Claro tem velocidades consideráveis já no 4g signifique que as suas torres tão tranquilas.
(Baseado no achismo)

Cidade - UF
Marechal Cândido Rondon - Paraná
Edvard Feitöösa Guina Desu

De certa forma poderá beneficiar (mesmo que apenas em 2025 kkk) as cidades onde o 4G ainda deixa a desejar, como é o meu caso. Mas na esmagadora maioria das cidades que tem o 4G da Claro, a velocidade se mostra bem satisfatória!

Cidade - UF
Balsas - MA