WhatsApp promete retomar serviço financeiro no Brasil

Representantes do Facebook, controlador da marca, estiveram em reuniões com o Banco Central; saiba mais detalhes.

Divulgação Facebook
Imagem: Divulgação Facebook

Em recente nota para a imprensa, o Facebook, controlador do WhatsApp, diz que vai trabalhar em conjunto com o Banco Central para retomar os serviços financeiros pelo aplicativo no Brasil, rapidamente.

Nas últimas semanas, as transações financeiras com cartões de crédito e débito pelo popular aplicativo de mensagens foram anunciadas. O processo ficaria por conta da Cielo, empresa parceira do WhatsApp na iniciativa.


Entretanto, não demorou muito para que o Banco Central e o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) suspendessem a operação entre as duas empresas.

O motivo, obviamente, é uma possível concentração de mercado já que a Cielo teria em mãos os milhares de usuários do aplicativo, assim como o Facebook, que movimentaria uma demanda prejudicial para competitividade entre os players do setor.

Dessa vez, em novas conversas com o Banco Central, o WhatsApp prometeu um serviço mais inclusivo e favorável para a competição entre empresas do setor.

Até mesmo uma integração ao PIX, sistema de transferências e pagamentos instantâneos desenvolvido pelo Banco Central, foi cogitada.

VIU ISSO?

–> WhatsApp deixa de exibir status de usuários

–> WhatsApp impõe novo limite para envio de mensagens

–> WhatsApp está expondo na internet celulares de seus usuários

As bandeiras VISA e Mastercard seguem consideradas para a funcionalidade de pagamentos do aplicativo.

Já a Cielo não é mais mencionada pelo Facebook, já que existia a desconfiança de que havia uma exclusividade na parceria entre ambas.

Com informações de Folha de São Paulo

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Edvard Feitöösa Guina Desu

Essa porcaria de BC com certeza estava com medo do ZipZop levar vantagem com relação ao PIX. Poxa vida, C.A.D.E! Se vocês querem ajudar na livre concorrência, por que tirar um concorrente? Será que isso não ajudaria às demais marcas financeiras a desenvolverem mais atrativos?
E claro, por melhor que seja a intenção do B.C nessa proibição, a propriedade privada deve prevalecer: o dinheiro é meu, e eu gasto onde e como eu bem entender!

Cidade - UF
Balsas - MA
Christopher

É só retrocesso, meu deus. So falta esse PIX chegar e ser tenebroso também.

Cidade - UF
Goias
mateusD

kkkkk zip zop kkkkk, pode cre..eu achei zoado essa decisão, espero q retomem o serviço e o recurso entre em vigor para nós brasileiros usarem.

Cidade - UF
Sp -SP