Programa de pontos da Claro entra no combate ao COVID-19

Saiba como os clientes da operadora podem ajudar a minimizar impactos da pandemia que assola o mundo.

Imagem: Divulgação Claro

Quem é cliente da Claro, já pode fazer sua parte no combate ao novo coronavírus pelo Claro Clube. No programa de pontos da operadora, é possível resgatar vales com objetivo de minimizar os impactos da pandemia que assola o país, assim como o mundo inteiro.

A ação funciona da seguinte maneira: com 1.200 pontos é possível obter um “Vale-Mãe”. O valor será convertido em doações, que vão diretamente para a CUFA (Central Única das Favelas).


Com isso, mulheres que chefiam famílias receberão um auxílio para prover recursos como alimentação e artigos de higiene na própria residência.

A iniciativa é uma extensão do projeto já anunciado pela Claro, juntamente com a CUFA e o Instituto da operadora.

As três entidades estão unidas para arrecadar recursos financeiros e contribuir com o “Mães de Favela”. As mulheres que são gravemente afetadas pela pandemia receberão uma ajuda financeira de R$ 120.

A atuação engloba o país inteiro e já distribuiu mais de 80 mil vales com a ajuda de parceiros, o total arrecadado é de R$ 10.147.500,91.

VIU ISSO?

–> Clientes Claro flex ganham acesso ao NOW

–> Campanha Claro Mães oferece Galaxy S20 com desconto de R$ 2.600

–> Claro amplia ações para contribuir com prevenção ao coronavírus

Desses números, os clientes, colaboradores e parceiros da Claro são responsáveis por R$ 327.772,00, além da distribuição de 2.731 vales de R$ 120.

Saiba mais sobre a iniciativa:

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Rosiney

Sinceramente não faço doações pra essas empresas ganhar ipobe as minhas custas, sei que deve ajudar uma parcela da população carente, mas eu conheço muitas pessoas carentes que não estão sendo ajudadas de nenhuma forma, então porque não liberar essas doações pra nós mesmos fazermos, Só libera o vale, simples assim… deixa o resto que nos mesmos fazemos, se quer garantia de que o benefício foi realmente doado, pede fotos,vídeos assinaturas das pessoas carentes que eu faço tudo isso, mas não confio em disponibilizar pra essas empresas minha grana e meus benefícios pra fazer caridade não, até porque moro no… Leia mais »

Cidade - UF
Muriaé