Oi deve somar mais de R$ 200 milhões ao caixa

Operadora já recebeu propostas para dar continuidade na venda de imóveis.

Imagem: Pixabay

Ao que tudo indica, a Oi (OIBR3 / OIBR4) não se deixará abalar pelo coronavírus. A expansão da fibra óptica, principal apontamento do plano estratégico divulgado em 2019, segue a todo vapor pelo Brasil afora.

Outro importante passo da operadora é a venda de imóveis, que já gerou aumento de caixa e deve ampliar ainda mais o número.


De acordo com o colunista Lauro Jardim, a prestadora deve lucrar mais R$ 215 milhões só com a venda de prédios e outros tipos. A 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro autorizou a venda de seis.

A maior parte da arrecadação deve vir de um imóvel em Florianópolis, a ser ofertado por R$ 79 milhões. Outros 27 imóveis pelo país serão leiloados e são avaliados em R$ 96,5 milhões. Os compradores não vão precisar arcar com as dívidas da Oi.

VIU ISSO?

–> Para focar na fibra, Oi deixa de vender internet por cobre

–> Oi Mail, BRTurbo e SuperIG serão desativados em abril

–> Coringa, Batman e outros sucessos estão gratuitos no Oi Play

Só em 2020, a tele conseguiu US$ 1 bilhão, que na conversão vira R$ 4,16 bilhões, com a venda da participação de 25% na angolana Unitel.

No montante, somam também os imóveis que já foram vendidos e renderam mais alguns milhões para a conta de “recuperação” da empresa.

Se tudo ocorrer conforme o previsto, o próximo grande passo é a venda da unidade móvel. Após isso, a Oi estará mais próxima de concluir seu grande plano: se tornar uma empresa de fibra óptica e soluções corporativas com atuação nacional.

Com informações de O Globo

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Renata Viana Silva

E a TIM e a Vivo ainda tem interesse na parte movel da Oi. Ficaria 70% para a TIM e 30% para a Vivo.

Cidade - UF
Anapolis