Oi Mail, BRTurbo e SuperIG serão desativados em abril

Depois de mais de 20 anos, todos os conteúdos armazenados pelos usuários no e-mail da Oi serão excluídos.

A operadora Oi iniciou uma campanha de alerta para notificar os usuários do Oi Mail que os serviços de correio eletrônico com os domínios @oi, @brturbo e @superig serão descontinuados no dia 8 de abril.

Após a data, todo o conteúdo armazenado em pastas e subpastas, incluindo na lixeira ou na caixa de entrada, serão excluídos definitivamente. O acesso ao serviço de e-mail também será cancelado.


O Minha Operadora entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da Oi, mas a operadora não quis comentar o motivo deste cancelamento. A companhia limitou-se a dizer que “está sendo realizada uma campanha de comunicação para informar os clientes previamente sobre o término do serviço”.

No site Reclame Aqui, vários usuários publicaram queixas sobre o fim do serviço de correio eletrônico, alguns dizendo que pretendem acionar a justiça. “Eu possuo essa conta de e-mail há mais de 20 anos e nunca vi isso em lugar nenhum, simplesmente um absurdo nos dias de hoje”, disse um dos usuários.

A Oi está orientando para que os usuários salvem os conteúdos armazenados. Entretanto, a operadora não ofereceu nenhuma ferramenta de backup ou de migração dos e-mails para outra plataforma.

VIU ISSO?

–> Lava Jato manda inquérito sobre a Oi para Justiça de São Paulo

–> Venda da Oi móvel atrapalharia a expansão do 4G no país, diz Anatel

–> Oi tenta se livrar de multa milionária gerada por funcionário

Em vez disso, a operadora disponibilizou apenas um documento com orientações de como exportar os e-mails em um arquivo no padrão PST, para então transportar para um outro local. O método orienta que o usuário utilize o software Outlook, da Microsoft.

Inicialmente, o Oi Mail estava disponível para qualquer pessoa que quisesse utilizar o serviço, de forma totalmente gratuita. No entanto, nos últimos anos, a política da companhia mudou e o correio eletrônico passou a estar disponível apenas para os clientes da operadora.

O serviço de e-mail da Oi era considerado uma boa alternativa, pois oferecia um domínio curto e fácil de lembrar.

Por outro lado, a plataforma apresentava diversos períodos de instabilidade, o que é um problema, quando os clientes precisavam enviar ou receber mensagens urgentes.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

2
DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, FAÇA LOGIN para comentar
2 Número de Comentários
0 Número de Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário com mais interação
2 Autores de comentários
Renato OliveiraRogerio Pires Autores recentes de comentários
  Acompanhar esta matéria  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Rogerio Pires
Colaborador
Rogerio Pires

A empresa já havia informado ao mercado que iria (irá) vender os ativos não essenciais (call centers, servidores), simples assim! Não existe Lei que obrigue uma empresa privada a oferecer um produto e/ou serviço eternamente.

Cidade - UF
Uberlândia - MG
Renato Oliveira
Colaborador

Simples,a OI quebrou,faliu,deu o cano no governo.
Como ela está em recuperação judicial,não tem obrigação de oferecer serviços grátis.Independente do serviço gratuito,ela tinha obrigação de oferecer uma ferramenta para os usuários fazer o backup e migrar para outra operadora.
Esta falência da Oi é duvidosa,pois agora está passando cabo de fibra ótica por aí.

Cidade - UF
Contagem