Mesmo com pandemia, Oi inaugura fibra óptica em novas cidades

Operadora já destacou que o coronavírus não deve afetar a expansão da sua banda larga de alta velocidade.

Ilustração - Fibra Óptica
Imagem Ilustrativa: Flickr

A conexões de banda larga certamente terão uma alta demanda em plena pandemia do COVID-19 no Brasil. Por conta disso, a Oi se cercou de cuidados para não interromper a expansão da sua rede de fibra óptica.

Recentemente, os serviços de TV por assinatura, telefonia e internet fixa pela tecnologia chegaram em novas cidades dos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.


No primeiro, as cidades que receberam a oferta da Oi foram Cuiabá e Sinop.

Na capital do estado, os primeiros bairros contemplados são Alto da Boa Vista, Alvorada, Despraiado, Loteamento santa Helena, Morada do Sol, Quilombo, Residencial Despraiado, Residencial Terra Nova e Santa Helena.

Já em Sinop, moradores de Jardim das Palmeiras, Jardim da Violetas, Jardim Imperial, Parque Jequitiba, Residencial Jequitibas e Setor Comercial poderão aproveitar a nova oferta.

No MS, a prestadora investiu mais de R$ 56 milhões de janeiro a setembro de 2019 e chegou ao esperado lançamento da nova rede em Campo Grande, nos bairros: Cabreúva, Planalto, Sobrinho, Vila Alba e Jardim Seminário.

VIU ISSO?

–> Expansão do Oi Fibra não será afetada pelo surto de coronavírus

–> Oi registra ganho bilionário em operações financeiras

–> Oi TV abre sinal de canais para todos por causa do novo coronavírus

Vale lembrar que o serviço também está disponível no município de Dourados.

Em Goiás, a tele carioca inaugurou a rede de FTTH em Rio Verde, para os bairros Conjunto Morada do Sol, Conjunto Vila Verde, Jardim Mondale, Jardim Presidente, Odilia, Residencial Parque dos Ipês, Setor Morada do Sol, Setor Santa Luzia, Setor Universitário, Vila Menezes, Vila Miafiori, Vitória Regia e Vila Dona Auta.

No estado, a fibra da operadora também está disponível em Goiânia, Aparecida de Goiânia e Águas Lindas de Goiânia.

Pelo reuso de rede, a Oi consegue expandir seus serviços via fibra com a agilidade necessária para movimentar as receitas.

Em fase de recuperação judicial e registros negativos no caixa, a operação deve ser tornar o carro-chefe de atuação da prestadora nos próximos anos.

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

2
DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, FAÇA LOGIN para comentar
  Acompanhar esta matéria  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Helliton Soares Mesquita
Colaborador

Cuiabanos atrasados, aqui já foi feito no ano passado.

Cidade - UF
Rondonópolis - MT
Alexandre
Colaborador

Finalmente chegou no meu Bairro!!!

Cidade - UF
Campo grande - MS