Netflix compra 80 produções do canal Rai

Acordo oferece para os assinantes do serviço de streaming o melhor do cinema italiano.

Imagem: Youtube/Reprodução

A Netflix acaba de fechar um acordo que vai enriquecer o seu catálogo com produções do cinema italiano. A plataforma de streaming acaba de comprar os direitos de transmissão de 80 filmes do canal Rai. O negócio é estimado em 2,7 milhões de euros (R$ 13,35 milhões, na cotação atual).

Acrônimo para “Radio Audizioni Itália”, o Rai é um canal estatal italiano que tem se especializado em produções cinematográficas nos últimos anos, inclusive participando de concursos internacionais.


O acordo inclui 61 filmes e os direitos de transmissão de outros 19 títulos que pertenciam à RaiCinema e que agora foram repassados para a gigante do streaming. A Netflix oferecerá essas produções a seus assinantes até dezembro de 2023.

Para determinados longas, o Rai ainda poderá transmiti-los em seus canais de televisão, bem como em sem aplicativo RaiPlay.

VIU ISSO?

–> Netflix passará por mais mudanças na divulgação de dados

–> Netflix vai apostar alto em biografias brasileiras

–> Netflix agora conta com um ‘Top 10’

Os títulos variam de idade e de gênero. No entanto, alguns são bem recentes, como é o caso do “Contromano”, de Antonio Albanese, um filme que foi lançado nos cinemas há apenas dois anos. Na produção, Mario Cavallaro Milanese, de 50 anos, administra uma loja de meias, herdada de seu pai. Sua vida é virada de cabeça para baixo com a chegada de Oba, um jovem senegalês que vende meias perto de sua loja. Diante da situação, Mario decide sequestrar Oba e levá-lo de volta para seu país.

A data de chegada dos conteúdos, bem como sua distribuição global ainda não foi divulgado. É provável que a disponibilização ocorra de forma gradual.

Com informações de La Repubblica.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, FAÇA LOGIN para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de