Oi pode conseguir R$ 700 milhões até o fim de março

Operadora segue com a venda de ativos para fortalecer o caixa e prosseguir com o plano estratégico estipulado em 2019.

Ilustração - Torre de telefonia móvel
Imagem: Flickr

Até o fim de março, a Oi (OIBR3 / OIBR4) espera concluir a venda de 700 torres. A operação vai gerar um total de R$ 700 milhões para os cofres da prestadora, segundo as estimativas.

É uma operação já planejada no plano estratégico da operadora divulgado em julho de 2019, quando a empresa também anunciou o foco na fibra ótica e a venda da participação na Unitel.


O negócio que envolveu a operadora angolana, inclusive, fará com que a Oi tenha uma arrecadação de US$ 1 bilhão nos próximos meses.

Já a quantia arrecada com as torres de telefonia celular foi calculada por um gestor de fundos de investimento, que não quis relevar sua identidade.

Todo o processo da venda das torres é conduzido por um assessor financeiro e a previsão é que tudo esteja finalizado até o fim do primeiro trimestre de 2020, segundo uma fonte próxima à Oi.

VIU ISSO?

–> TIM deve ficar com 70% da Oi Móvel

–> Prejuízo da Oi cresce 330% em relação a 2018

–> Oi vende suas ações da Unitel

Ao todo, a tele carioca calculou que deve receber um total entre R$ 6,5 bilhões e R$ 7,5 bilhões pela venda de todos os ativos não essenciais. O cálculo inclui a venda da Unitel, imóveis e outros.

ECONOMIZE! 💰 Compare os planos das operadoras de celular e escolha o mais vantajoso para você.

É um passo crucial para que a empresa consiga reverter os efeitos negativos registrados no caixa nos últimos meses.

A venda da operação móvel também é esperada e tudo indica que a TIM deve ficar com 70%, enquanto a Vivo terá os 30% restantes.

Sobre o número de torres que foram colocadas à venda, há quem diga que pode se aproximar de 800, mas não há informações precisas quanto a isso.

Com informações de Valor Econômico

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários