Netflix pode perder milhões de assinantes em 2020

De acordo com analistas, diminuição do número de clientes da plataforma pode ultrapassar quatro milhões.

Imagem: Pixabay

Ao que tudo indica, a proliferação dos serviços de streaming terá sim consequências para a Netflix (BVMF: NFLX34) e elas serão significativas. De acordo com Laura Martin, analista da Needham & Company, a plataforma pode perder mais de quatro milhões de assinantes só nos Estados Unidos.

O motivo é a forte concorrência que está por vir, com preços mais competitivos. O plano mais barato da maior plataforma de filmes e séries do mundo custa US$ 8,99, preço do Amazon Prime Vídeo (BVMF: AMZO34). O Disney+ (BVMF: DISB34) chegou com o custo de US$ 6,99.


Outro fator prejudicial para a Netflix é fato de que os estúdios enxugam, cada vez mais, o acervo do streaming em prol dos seus próprios aplicativos. Isso significa que, muito em breve, a gigante terá que sobreviver das suas próprias produções originais.

A análise da Needham & Company já prevê alternativas para a Netflix driblar a chegada da concorrência. Uma delas pode ser a inclusão de anúncios, prática nunca cogitada ou desejada pela companhia.

VIU ISSO?

–> Amazon Prime Vídeo avança frente à Netflix

–> Globo e Netflix se unem pelo streaming; entenda o motivo
 
–> Bispos pedem boicote à Netflix

Será que a inserção de seis a oito minutos de propaganda não pode assustar os clientes? É muito provável que sim, mas a consequência seria positiva. Afinal, a marca teria a possibilidade de diminuir o custo das assinaturas.

Comerciais poderiam gerar descontos de US$ 5 nos planos e fazer com que a Netflix ofertasse preços mais baratos que os da concorrência.

Valores mais acessíveis podem atrair usuários de baixa renda ou até os que burlam os termos de uso para compartilhar senhas e dividir o pagamento no fim do mês. Entretanto, a opção mais cara, livre de anúncios, deve permanecer disponível.

Caso venha a perder assinantes, até mesmo as ações da Netflix poderão sofrer com impactos negativos. No segundo trimestre de 2019, a plataforma perdeu 126 mil assinantes e viu suas ações caírem 10% em apenas 24 horas após a divulgação.

No comparativo com Facebook (BVMF: FBOK34), Apple BVMF: AAPL34, Amazon e Google (BVMF: GOGL34), a ação da Netflix foi a que menos valorizou em 2019.

Com informações de InfoMoney

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
4 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Rodrigo Dias

Eu não importaria com isso se esses comerciais fossem divididos em 4 ou 5 partes. O problema é fazer que nem no YouTube, Um vídeo de 10 minutos e ter muitos pontinhos amarelos no vídeo. Se trabalhar bem isso, não vai tomart tanto prejuízo.

Cidade - UF
Gravataí - RS
Adalmo Reis

Netflix pode perder clientes, mas continuará no topo

Cidade - UF
Ipatinga
Rogerio Pires

Não acredito que haja perdas significativas, ao menos no mercado brasileiro. Disponho de Amazon Prime Videos e Apple TV+, além de utilizar a conta da Netflix (compartilhada). Bem, a Netflix ainda é sem dúvida a melhor! Melhor no layout e no catálogo; mesmo que venha a diminuir, suas produções próprias são de extrema qualidade e ajudam a fidelizar. Amazon ainda tem muito o que melhorar; Apple TV+ apesar da boa qualidade (selo Apple de qualidade) seu acervo é pífio, vai demorar a fazer frente à Netflix.

Cidade - UF
Uberlândia - MG
Rafael Hipólito

Se colocarem anúncios cancelo na hora.

Cidade - UF
São Paulo - SP