InícioTV por AssinaturaNetflix pode perder milhões de assinantes em 2020

Netflix pode perder milhões de assinantes em 2020

De acordo com analistas, diminuição do número de clientes da plataforma pode ultrapassar quatro milhões.

Imagem: Pixabay

Ao que tudo indica, a proliferação dos serviços de streaming terá sim consequências para a Netflix (BVMF: NFLX34) e elas serão significativas. De acordo com Laura Martin, analista da Needham & Company, a plataforma pode perder mais de quatro milhões de assinantes só nos Estados Unidos.

O motivo é a forte concorrência que está por vir, com preços mais competitivos. O plano mais barato da maior plataforma de filmes e séries do mundo custa US$ 8,99, preço do Amazon Prime Vídeo (BVMF: AMZO34). O Disney+ (BVMF: DISB34) chegou com o custo de US$ 6,99.


Outro fator prejudicial para a Netflix é fato de que os estúdios enxugam, cada vez mais, o acervo do streaming em prol dos seus próprios aplicativos. Isso significa que, muito em breve, a gigante terá que sobreviver das suas próprias produções originais.

A análise da Needham & Company já prevê alternativas para a Netflix driblar a chegada da concorrência. Uma delas pode ser a inclusão de anúncios, prática nunca cogitada ou desejada pela companhia.

VIU ISSO?

–> Amazon Prime Vídeo avança frente à Netflix

–> Globo e Netflix se unem pelo streaming; entenda o motivo
 
–> Bispos pedem boicote à Netflix

Será que a inserção de seis a oito minutos de propaganda não pode assustar os clientes? É muito provável que sim, mas a consequência seria positiva. Afinal, a marca teria a possibilidade de diminuir o custo das assinaturas.

Comerciais poderiam gerar descontos de US$ 5 nos planos e fazer com que a Netflix ofertasse preços mais baratos que os da concorrência.

Valores mais acessíveis podem atrair usuários de baixa renda ou até os que burlam os termos de uso para compartilhar senhas e dividir o pagamento no fim do mês. Entretanto, a opção mais cara, livre de anúncios, deve permanecer disponível.

Caso venha a perder assinantes, até mesmo as ações da Netflix poderão sofrer com impactos negativos. No segundo trimestre de 2019, a plataforma perdeu 126 mil assinantes e viu suas ações caírem 10% em apenas 24 horas após a divulgação.

No comparativo com Facebook (BVMF: FBOK34), Apple BVMF: AAPL34, Amazon e Google (BVMF: GOGL34), a ação da Netflix foi a que menos valorizou em 2019.

Com informações de InfoMoney

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]

4 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
4 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários