Amazon Prime Vídeo avança frente à Netflix

Catálogo do streaming recebeu títulos atrativos nos últimos meses, enquanto a principal concorrente perdeu.

Menu do Amazon Prime Vídeo
Imagem: Amazon Prime Vídeo

Ao menos no Brasil, o catálogo do Amazon Prime Vídeo tem crescido exponencialmente. Principalmente com o empurrão da Disney, que trocou a Netflix pela plataforma para abrigar suas produções no país.

Em número de assinantes, atuação global e produções originais, a gigante do streaming ainda se destaca e mantém uma hegemonia. Mas, pode ser alarmante que o catálogo tenha grandes perdas enquanto o Prime Vídeo ganhe significativamente.

Nos últimos dias, o streaming da Amazon adicionou Vingadores Ultimato entre os seus títulos. O longa alcançou um recorde histórico, fez a maior bilheteria de todos os tempos e pode ser estratégico para fidelizar o público na plataforma e atrair ainda mais assinantes.

A favor, conta ainda o valor cobrado no pacote Amazon Prime. Por R$ 9,90 mensais, o consumidor tem direito a frete grátis no e-commerce, acesso ao streaming de música, ebooks, plataforma de games e o próprio Prime Vídeo.

VIU ISSO?

–> Amazon Prime Vídeo ganha combo imperdível para bater Netflix

–> Amazon Prime no Brasil derruba ações da concorrência

–> Catálogo do Amazon Prime Vídeo ganhará filmes e séries da Disney

Outra saída significativa do catálogo da Netflix é a série Grey’s Anatomy, listada como uma das mais maratonas do catálogo.

A produção, por enquanto, não ficará indisponível para os assinantes, mas também não ganhará novas temporadas, ou seja, quem está em dia com a exibição da trama terá que buscar outros meios para acompanhar.

E quem deve ganhar é o próprio Amazon, pois a produção é de propriedade da ABC Studios, da Disney e já está prevista para debutar no catálogo do streaming.

A segunda perda que trará impactos é a série Friends, fenômeno no mundo inteiro e campeã de reprodução na gigante do streaming. A produção será uma exclusividade do HBO Max, VOD da Time Warner ainda sem previsão de lançamento no Brasil.

O futuro caminha para que a Netflix sobreviva com suas próprias produções originais, mas o Amazon Prime Vídeo também não terá como escapar desse destino. O serviço só poderá contar com as produções mais atrativas dos estúdios até que as plataformas deles cheguem ao Brasil. No caso do Disney+, não deve demorar.

Entretanto, o streaming da Disney será mais voltado para a família, ou seja, não terá produções indicadas para maiores de 18. É aqui que o Prime Vídeo poderá continuar seu crescimento, ao abrigar séries e filmes voltados para o público adulto e produzidos pela Disney. Missão que nos Estados Unidos fica a cargo do Hulu.

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
6 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários