Caixa financeiro da Oi caiu 14,9% em agosto

Operadora teve uma melhora no comparativo com o mês de julho, mas segue com geração de caixa negativo. Dessa vez, em R$ 242 milhões.

Relatório da Oi
Relatório da Oi

Na última quinta-feira, 14, o escritório de advocacia Arnoldo Wald, responsável pela recuperação judicial da Oi (OIBR3 / OIBR4), divulgou o relatório com os resultados registrados pela operadora em agosto.

A princípio, salta aos olhos a informação de que a geração de caixa operacional líquida continua negativa. Entretanto, dessa vez, o valor é de R$ 242 milhões. Inferior ao que foi apresentado em julho: R$ 540 milhões.


Em explicação, a marca argumenta que o resultado está alinhado com o fluxo previsto no Plano da RJ. Há um impacto também da menor arrecadação no pós-pago, pois a receita com clientes teve uma queda de 12,7% em comparação com 2018.

É um valor que encolheu de R$ 1,731 bilhão para R$ 1,511 bilhão.

Para entender como a Oi chegou na geração negativa de R$ 242 milhões, há a informação de que os pagamentos custaram R$ 1,577 bilhão e os investimentos estiveram em torno de R$ 656 milhões.

Os recebimentos da tele carioca terminaram com o registro de R$ 1,991 bilhão. É uma queda de R$ 378 milhões se comparado ao mês de julho. O caixa final da Oi em agosto foi de R$ 3,083 bilhões.

VIU ISSO?

–> Telefonia móvel da Oi dispara no Sul do país

–> Black Friday: Oi oferta plano móvel de 100 GB por R$ 99,90
 
–> Oi Fibra acelera no ranking da Netflix a caminho da liderança

Agosto teve um dia útil a menos que julho, portanto, é um fato que impactou na redução, segundo explica o documento, ao lado da redução no pós-pago.

O plano estratégico da operadora segue em operação, com destaque para a expansão da fibra ótica. Em comparação ao mês anterior, os investimentos caíram 6,6%. É um resultado que está dentro do que era previsto pela tele.

Já nos pagamentos, a soma final foi de R$ 1,577 bilhão, uma diminuição de R$ 630 milhões. A responsabilidade para a menor saída de caixa caiu nos fornecedores, o recuo registrado é de R$ 462 milhões.

Enquanto tenta sobreviver, a Oi viu seu caixa financeiro cair 14,9%, R$ 3,083 bilhões. A administração destaca que o saldo final está relacionado aos investimentos e aceleração da fibra ótica e conexão móvel 4G e 4.5G.

Os resultados trimestrais da operadora foram adiados para o dia 2 de dezembro, quando teremos um melhor panorama da atual situação da tele.

COMPARTILHAR EM:

COMENTÁRIOS MAIS BEM AVALIADOS DO MÊS

55

Banco Inter vai distribuir gratuitamente 7 mil chips da Intercel

é um chip degustação, esperava o que? rs
  • 01/07/2020 by Luiz Carvalho

48

Banco Inter vai distribuir gratuitamente 7 mil chips da Intercel

dados atualmente não são problemas para as grandes operadoras, e mesmo assim, mta gente não se sente satisfeito, pois a escolha depende de outros fatores tbm. Ex: Oi oferece pacotes gigantescos de dados e sinal ruim…outras não se sentem bem atendidos, ou enfrentam problemas diversos…esses dias o vivo easy prime deu um BO impedindo que fosse realizado chamadas, Claro Flex tem um plano maravilhoso e um aplicativo péssimo…todas tem prós e contras, e cada consumidor tem uma medida do que é mais importante pra si mesmo.
  • 01/07/2020 by Luiz Carvalho

42

Consumidor presta queixa contra comercial de Vivo Fibra

Meu deus do céu. Esse povo tá chato demais. Essa geração mi-mi-mi tá um saco.
  • 20/06/2020 by Tauan Fontoura

36

‘TIM Beta’ e ‘TIM Pré’ vão perder alguns benefícios

A Tim só tem um pouco mais de vantagem no pré pago, devido ter Facebook Twitter e Messenger e whatsapp, agora se começar a regular uso, com certeza a Claro vai ser o melhor plano. Tenho e não troco por nenhuma.
  • 02/07/2020 by Roberto Ramos

36

‘TIM Beta’ e ‘TIM Pré’ vão perder alguns benefícios

O TIM Black e os planos controle também sofreram essas medidas. Isso vai fazer a Claro roubar os clientes da TIM.
  • 02/07/2020 by Jefferson Rodrigues

COMENTÁRIOS RECENTES DE TODO O SITE

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários