Projeto no Senado quer acabar com cobrança por SMS

Contas que ainda não foram pagas não poderão gerar mensagens diárias de lembrete ao cliente; proposta teve decisão favorável em comissão.

Foto: Kathy Bugajsky/Pixabay

Está tramitando no Senado o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 108/2015 que propõe proibir empresas de telefonia de enviar mais de uma mensagem de texto ou voz por dia para alertar o cliente sobre contas atrasadas.

Em 11 de setembro a proposta foi aprovada pela Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) e agora segue para Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC) do Senado. O projeto aguarda a designação do relator.


A proposta prevê que um novo aviso de cobrança só pode ser feito 72 horas após a notificação anterior.

Caso a empresa de telefonia descumpra o prazo, terá que pagar ao cliente 100% do valor da conta não paga sobre cada mensagem enviada fora do prazo. Na reincidência, o valor da conta é dobrado.

VIU ISSO?
–> Surdos e mudos podem ter desconto em planos de telefonia
–> Projeto obriga operadoras a garantir sinal de celular em rodovias
–> Projeto no Senado propõe ranking mensal de operadoras

Caberá ao Poder Executivo definir qual vai ser o órgão responsável por essa fiscalização.

Segundo o senador Dário Berger (PMDB-SC), relator do projeto, o envio excessivo de mensagens de cobrança é uma prática abusiva.

ECONOMIZE! 💰 Compare os planos das operadoras de celular e escolha o mais vantajoso para você.

“Vem causando constrangimento aos usuários, os quais, mesmo em situação de inadimplência, têm o direito de receber por parte das operadoras tratamento respeitoso, baseado em critérios previamente estabelecidos”, considera o senador.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) não possui normas que proíbem essas práticas pelas operadoras de telefonia.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
5 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários