China Mobile pode entrar na disputa pela compra da Oi

Maior operadora de telefonia móvel do mundo apresentou um pedido à Anatel para ter informações sobre uma possível operação no Brasil.

Logotipo da China Mobile
Imagem: Logotipo da China Mobile

Notícia boa para quem deseja novos players no mercado de telecomunicações brasileiro. A China Mobile, vista como maior operadora de telefonia móvel do mundo, entrou com um pedido à Anatel para ter mais informações sobre como operar no Brasil. Trata-se de uma solicitação que pode aproximar as relações comerciais da empresa com a Oi.

No passado, a companhia já havia isso cogitada como possível compradora da tele carioca, mas a negociação não chegou a se concretizar. Agora, tudo indica que as possibilidades estão renovadas.

O documento da Anatel já informou que a chinesa precisa preencher alguns requisitos para poder operar no país. Entre eles: estabelecer duas empresas, adquirir espaços de radiofrequência, obter registros em órgãos reguladores do país, cumprir os requisitos eletrônicos e pagar a taxa por cada licença.

Entretanto, a agência reguladora explica que a empresa pode pular algumas dessas etapas burocráticas, caso decida adquirir alguma marca brasileira. Ou seja, será que a Oi pode significar um caminho mais prático?

VIU ISSO?
Senado pode decidir futuro da SKY nesta quarta-feira
CNN Brasil sofrerá resistência na TV por assinatura?
Americana AT&T formaliza seu interesse pela Oi

Um negócio com a tele carioca poderia fazer muito sentido, já que a China Telecom teria a liberdade para iniciar suas operações com mais rapidez e ter uma infraestrutura avançada logo de início, sem ter que passar por toda a burocracia dos leilões.

Em anos anteriores, a companhia chinesa pensou em fazer uma oferta pela operação móvel da Oi, mas o grande entrave foi a dívida da empresa.

A China Mobile atualmente tem 925 milhões de linhas móveis ativas. Só em 2018, a marca teve uma receita de US$ 107 bilhões.

Uma fonte exclusiva afirmou para o SUNO Research que a empresa tem interesse e estuda uma entrada no mercado brasileiro, em especial a oportunidade de compra da Oi.

Nas últimas semanas, surgiram notícias de que a americana AT&T e a Telefónica também estariam interessadas. Em uma disputa dessas, qual seria a melhor opção para o consumidor? Fica a dúvida.

Com informações do SUNO Research

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
12 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários