Globo, FOX, Disney e Turner são investigadas pelo Cade

Suspeita é de que as emissoras estejam ferindo a legislação brasileira com as transmissões esportivas.

Ilustração transmissão esportiva. Imagem: PxHere
Imagem: PxHere

De acordo com as informações do jornalista Rodrigo Mattos, do UOL, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), abriu investigação contra o grupo Globo, a FOX e os canais Turner no Brasil. Todos detentores de importantes transmissões esportivas nacionais.

Na informação, consta que o processo foi aberto em consequência de outra análise, já em andamento. Com a Globo, o conselho questionou se não houve qualquer tipo de retaliação ou tratamento diferenciado com algum clube, na negociação das transmissões do Campeonato Brasileiro.

Entretanto, o caso foi arquivado e a emissora conseguiu provar que agiu corretamente. Entretanto, a complexidade surge quando o nome da operadora de TV por assinatura SKY é envolvido.

A Globo foi uma das proprietárias da empresa por muitos anos. Hoje, detém 7%, enquanto a subsidiária Vrio tem 93%. Portanto, o questionamento do Cade é se a emissora detém ação e poder de veto sobre alguma operadora na atualidade.

VIU ISSO?
– AT&T está disposta a fechar canais no Brasil para não perder SKY
– Globo deixa operadoras de lado e lança Telecine e Premiere avulsos
– Claro formaliza guerra contra FOX e Turner

O Brasileirão é exclusivo da Rede Globo na TV aberta e PPV. Já nos canais fechados, a Turner divide os direitos com a vênus platinada. Outras exclusividades da Globo são a Copa do Brasil e Taça Libertadores da América.

Uma grande questão agora é que os canais Turner pertencem a Time Warner, que foi vendida para a operadora AT&T, também dona da SKY no Brasil. A compra já foi aprovada nos Estados Unidos, mas no Brasil, segue em conflito.

A aquisição esbarra na Lei da TV paga, que proíbe uma operadora de TV por assinatura de deter uma determinada quantidade de canais fechados, por exemplo. Entretanto, a AT&T argumenta que a sede da Warner é nos Estados Unidos, portanto, não há motivos para o impedimento da compra.

A Turner possui ainda os direitos exclusivos da Champions League, que passavam no Esporte Interativo, emissora do grupo. Como o canal passou a ser online, a exibição foi transferida para a TNT.

Já na questão FOX, o conflito é outro. A empresa foi adquirida pela Disney, que passou a ser dona de todo o conteúdo do grupo.

O problema é que enquanto a FOX tem os direitos de transmissões exclusivas de torneios nos próximos anos, a Disney é dona da ESPN, que tem exclusividade na exibição de várias competições internacionais. Uma delas é a Premiere League.

A FOX Sports é também uma das principais emissoras na transmissão da Libertadores para a TV fechada. O processo é sigiloso e não dá para saber exatamente quais são os motivos.

Entretanto, com atenção aos fatos, é possível especular que a suspeita do Cade se concentra sobre as transmissões esportivas estarem concentradas nas mãos de apenas três conglomerados de mídia: Globo, Disney e AT&T.

Com informações do NaTelinha

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários