Globo, FOX, Disney e Turner são investigadas pelo Cade

Suspeita é de que as emissoras estejam ferindo a legislação brasileira com as transmissões esportivas.

Ilustração transmissão esportiva. Imagem: PxHere
Imagem: PxHere

De acordo com as informações do jornalista Rodrigo Mattos, do UOL, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), abriu investigação contra o grupo Globo, a FOX e os canais Turner no Brasil. Todos detentores de importantes transmissões esportivas nacionais.

Na informação, consta que o processo foi aberto em consequência de outra análise, já em andamento. Com a Globo, o conselho questionou se não houve qualquer tipo de retaliação ou tratamento diferenciado com algum clube, na negociação das transmissões do Campeonato Brasileiro.


Entretanto, o caso foi arquivado e a emissora conseguiu provar que agiu corretamente. Entretanto, a complexidade surge quando o nome da operadora de TV por assinatura SKY é envolvido.

A Globo foi uma das proprietárias da empresa por muitos anos. Hoje, detém 7%, enquanto a subsidiária Vrio tem 93%. Portanto, o questionamento do Cade é se a emissora detém ação e poder de veto sobre alguma operadora na atualidade.

VIU ISSO?
– AT&T está disposta a fechar canais no Brasil para não perder SKY
– Globo deixa operadoras de lado e lança Telecine e Premiere avulsos
– Claro formaliza guerra contra FOX e Turner

O Brasileirão é exclusivo da Rede Globo na TV aberta e PPV. Já nos canais fechados, a Turner divide os direitos com a vênus platinada. Outras exclusividades da Globo são a Copa do Brasil e Taça Libertadores da América.

Uma grande questão agora é que os canais Turner pertencem a Time Warner, que foi vendida para a operadora AT&T, também dona da SKY no Brasil. A compra já foi aprovada nos Estados Unidos, mas no Brasil, segue em conflito.

A aquisição esbarra na Lei da TV paga, que proíbe uma operadora de TV por assinatura de deter uma determinada quantidade de canais fechados, por exemplo. Entretanto, a AT&T argumenta que a sede da Warner é nos Estados Unidos, portanto, não há motivos para o impedimento da compra.

A Turner possui ainda os direitos exclusivos da Champions League, que passavam no Esporte Interativo, emissora do grupo. Como o canal passou a ser online, a exibição foi transferida para a TNT.

Já na questão FOX, o conflito é outro. A empresa foi adquirida pela Disney, que passou a ser dona de todo o conteúdo do grupo.

O problema é que enquanto a FOX tem os direitos de transmissões exclusivas de torneios nos próximos anos, a Disney é dona da ESPN, que tem exclusividade na exibição de várias competições internacionais. Uma delas é a Premiere League.

A FOX Sports é também uma das principais emissoras na transmissão da Libertadores para a TV fechada. O processo é sigiloso e não dá para saber exatamente quais são os motivos.

Entretanto, com atenção aos fatos, é possível especular que a suspeita do Cade se concentra sobre as transmissões esportivas estarem concentradas nas mãos de apenas três conglomerados de mídia: Globo, Disney e AT&T.

Com informações do NaTelinha

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

1
Deixe um comentário

avatar
1 Número de Comentários
0 Número de Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário com mais interação
1 Autores de comentários
Rodrigo Almeida Autores recentes de comentários
  Cadastre-se  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Rodrigo Almeida
Visitante
Rodrigo Almeida

“Lei da TV paga” Brasilzão atrasado de guerra, sendo governado por leis canetadas. Que na minha opinião, somente atrapalham o desenvolvimento de empresas desse setor, e o baixo interesse das mesmas, em investir em um conteúdo melhor.