quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Facebook quer levar conexões com Wi-Fi mesh a população

O que você achou? 
Objetivo é conectar regiões remotas do planeta que não tem acesso à internet.

Após anunciar que irá lançar, em 2019, um satélite para oferecer banda larga, o Facebook agora pretende investir em conexões Wi-Fi mesh. 

O projeto Express Wi-Fi pretende conectar 3,8 bilhões de pessoas que estão em regiões remotas do planeta, sem acesso a internet.

Em um post feito na rede social, o engenheiro de sistemas sem fio do Facebook, Vish Ponnampalam, deu detalhes sobre os próximos passos da rede Wi-Fi.

Engenheiros do Facebook estão criando um software para auxiliar no gerenciamento de diversas redes simultâneas.

A rede social pretende utilizar esse programa para facilitar a instalação de redes Wi-Fi mesh.

Diferentemente da rede Wi-Fi tradicional, uma rede mesh não é composta somente de um único roteador conectado à rede de banda larga. 
A rede mesh é feita de nós que trabalham em conjunto para distribuir um único sinal de internet em vários pontos de um mesmo ambiente. 

Em certa medida, os nós funcionam como roteadores e repetidores de alta eficiência.

A partir dessa rede, o Facebook pretende conectar cidades, vizinhanças ou vilas inteiras, com auxílio desse software.

O primeiro país a receber o projeto-piloto será a Tanzânia. Caso a experiência se mostre bem-sucedida, é possível que a iniciativa seja expandida para outras partes do mundo.

Também com o objetivo de levar internet a lugares onde o serviço é precário e a infraestrutura da rede ainda é cara para ser construída, o Facebook anunciou, em julho, que irá lançar um satélite no próximo ano. O satélite já tem até nome: Athena.

Faz algum tempo que o Facebook tenta conectar mais gente à internet com o objetivo de expandir sua rede social. No entanto, nem todas as tentativas foram bem-sucedidas. 

Em junho, a empresa informou o fim do Aquila, que pretendia levar internet a regiões remotas por meio de drones.



Nenhum comentário:

Postar um comentário